terça-feira, 2 de março de 2010

aquele cinzeiro de cobre
foi de brinde com os cristais
e as plantas que não regamos

coube tudo num caminhão de mudança
até a dor que não soubemos curar
mas que um dia vamos

- Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário