quarta-feira, 10 de março de 2010


e também meu medo era agora diferente: não o medo de quem ainda vai entrar, mas o medo tão mais largo de quem já entrou.
tão mais largo: era o medo de minha falta de medo.

- Clarice Lispector.

Nenhum comentário:

Postar um comentário