quarta-feira, 30 de junho de 2010

Juntando os cacos do passado

porque existe coisas na vida que são esquicíveis, não que eu não queira lembrar, mas que lembrar te faz pensar em tanta coisa, em coisas que não se devem pensar, porque faça as contas de quantas pessoas no mundo você conheceu, que hoje não fazem diferença nenhuma pra você, pessoas as quais você olha e reconhece, mas não cumprimenta, é tanta coisa que a gente esquece, que nem percebemos que estamos esquecendo, eu sei, eu escrevi tudo isso e não cheguei a nenhuma conclusão, então vamos a conclusão, porque a vida não deixa a gente esquecer, quem merece ser esquecido e faz lembrar que merece ser lembrado, é tanto lixo que não da pra reciclar, que a nossa vida parece um depósito de coisas inúteis, eu não quero mais esses sentimentos fracos – sem vida, eu quero a gente como era no começo, eu quero conhecer quem vai ser pra sempre, eu quero viver da minha vida, eu quero ter quem me tem também.

- Douglas Lenon
atraso é ter que mentir para que o outro não perceba que você está feliz.

- Martha Medeiros in Bares e casamentos pertencente a obra "Non-stop"
desculpa, eu sei que não faz sentido te escrever agora e já faz tempo desde que esse sentido sumiu. por minha culpa. mas é que hoje tem tanta gente aqui e ninguém me vê... você me viu num momento desses e é do seu olhar que eu sinto falta. do mundo parando só pra você ser meu.

- Verônica H.

terça-feira, 29 de junho de 2010

tudo me atinge, vejo demais, ouço demais, tudo exige demais de mim.

- Clarice Lispector
eu só sei viver do jeito que dá, sem purpurina ou close de final de filme. se você soubesse que eu brocho. se você soubesse que cada texto é uma crítica em falsete pra cada erro meu. se você soubesse que eu tenho uma cueca vermelha. se você soubesse que eu acordo todo dia doendo pra trocar o refil do pulmão. se você soubesse o quanto eu sou egoísta. se você soubesse do pouco que me importo comigo mesmo. se você soubesse que sou um cavalo que deixou o príncipe cair no caminho.

- Gabito Nunes in Meu querido diário

segunda-feira, 28 de junho de 2010


temos um problema geográfico. você quer abraçar o mundo e eu ficaria contente em abraçar você.

- Tati Bernardi
o problema é que aquilo que tem para conversar com Elisa é praticamente inconversável. vá explicar o que é "spleen". difícil. ele poderia até dizer somente isso: "spleen". ela riria. depois completaria: "puta merda, heim? você e sua maldita inspiração. você e seu ego de escritor. você achando que, se você sentiu, você é o dono da sensação". "hã?" "isso mesmo que você ouviu. eu não queria ser uma carniça para você. eu não amei você com a condição de me tornar um livro." "mentira, você sempre quis ser minha musa." "eu? eu queria que você se sentisse criativo ao meu lado, só isso. mas não queria ser personagem, pelo menos não aquele personagem, que você cagou com a sua maldade, sua falta de caráter." "eu escrevi as coisas da maneira que eu senti – isso é falta de caráter?"

- Fernanda Young

OBS: talvez não seja um trecho bonito, mas eu gosto, e acho que isso que importa.

domingo, 27 de junho de 2010

Ned: — você é a única pra mim.
Chuck: — sei que você sente isso agora, mas há coisas que você quer. há coisas que ambos queremos.
Ned: — todo mundo quer coisas, acordamos sempre com uma lista infinita de desejos, gastamos toda vida tentando torná-las realidade, mas só porque queremos não quer dizer que precisamos delas pra sermos felizes.
Chuck: — do quê precisa para ser feliz?
Ned: (sorri e olha pra ela) — de você.

- Pushing Daisies
1ª temporada, episódio 6
se for mais bonita ou se for mais feia, pouco importa. não é você, e é isso que dói.

- Martha Medeiros in Como será a nova namorada dele? pertencente a obra "Non-stop"
— será? tem coisas, tem coisas que ele escreve que parecem. não sei, parecem verdade, entende? ele me toca, mexe comigo. talvez eu esteja assim todo lisonjeado porque alguém parece prestar tanta atenção em mim.

- Caio Fernando Abreu

sábado, 26 de junho de 2010

Dissertação 58

eu não quero um eu&você inventado, eu não quero um eu&você pra um, eu quero um eu&você pra dois, pra nós dois.

- Douglas Lenon
26 de junho de 2010
aceito o risco. aceitei risco bem maior, como todo mundo que vive. e se aceito o risco não é por liberdade arbitrária ou inconsciência ou arrogância: a cada dia que eu acordo, por hábito até, aceito o risco.

- Clarice Lispector

não perca a chance, não deixe pro dia seguinte. não existo amanhã. eu só existo dentro dos seus olhos, da sua boca, dos seus braços, na ponta dos seus dedos. esqueça tudo que leu e ouviu sobre mim. o tempo que demora pra me fazer um texto é o suficiente pra derramá-lo sobre mim. não me descreva, não me entenda, não diga me amar. me ame apenas. o corpo é a única prova de amor.

- Gabito Nunes in A única prova de amor
porque agora, de longe, parece tão fácil. agora, de longe, se desse, pra te ter por minutos, nossa, eu seria tão feliz. mas semana passada, gritava dentro de mim, se não fosse pra sempre, se não fossem mil minutos, se não fossem os meus minutos, que eu focasse então em tudo de ruim pra me livrar logo do pouco que ofende ou do egoísmo que bate de frente. compartilho com você, e nem sei como amadureci tão rápido, da certeza da impossibilidade.

- Tati Bernardi

Esse teu medo

até faria mais sentido tudo isso aqui, se você não tivesse medo de você mesmo, já paro pra pensa que a gente poderia ter chegado muito longe, mas esse medo – o teu medo, é um sinal vermelho pra nós dois.
e se em um ano isso tudo aqui não fez sentido, pelo amor de Deus quem é você? e a gente que acha que um ano é um tempão, mas passou um ano, e eu nem sei qual é a sua roupa favorita, eu nem sei a tua idade, quiçá teu nome. eu demorei tanto tempo, acho que gosto de ver as coisas caminhando lentamente, você caminhando lentamente, e que me valorizava tanto, hoje quando do por mim me vendo sem querer me entregando por aí, as coisas não são fáceis, eu sei que não são, as pessoas não são fáceis, eu também sei disso. mas não peça desculpas por um erro que você não cometeu, trair em relacionamentos, é normal, é sempre o oposto que erra, porque você não teve culpa, porque eu repito pra mim, "meu é ele, tá entendendo, é ELE", e o errado da história sou eu, porque precisa ser muito burro pra acreditar em segunda chance, em segundas intenções, em segunda chamada.

- Douglas Lenon
26 de junho de 2010

sexta-feira, 25 de junho de 2010

mesmo porque esse lance de literatura tem essa vantagem, é tudo ficção, imaginação do escritor; qualquer semelhança é mera coincidência. pessoa alguma ousará dar nome aos bois, pois não pega bem ser óbvio no mundo das artes.

- Fernanda Young in Aritmética

quinta-feira, 24 de junho de 2010

se pelo menos tivessem avisado a gente, você não vai me vencer, ouviu bem sua vida de merda? eu vou ganhar de você no braço na raça e quem se meter no meu caminho eu mato.

- Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 23 de junho de 2010

quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer, sim.

- Martha Medeiros in Quanto vale um sim pertencente a obra "Non-stop"
quem tem um sonho não dança. ♪

- Cazuza
Bete balanço

terça-feira, 22 de junho de 2010


porque quem tem a melhor intenção, o melhor no coração, cedo, tarde, amanhã, algum dia, recebe tudo em troca, em dobro.

- Camila Paier
o amor não é prosa e nem poesia. aquelas três palavras não me servem. são sonetos sem pele, versos que não ressoam, metáforas que não suam, frases que não cheiram. "eu te amo" não diz nada, entende? não escreva o que sentiria se acordasse comigo. acorde comigo. não imagine meu cheiro. me cheire. não fantasie meus gemidos. me faça gemer. o amor só existe enquanto amar. ação. calor. verbo. presença. milímetros. hálito.

- Gabito Nunes in A única prova de amor

segunda-feira, 21 de junho de 2010

porque só o cinismo vence a tristeza. porque só o cinismo é mais triste do que a tristeza. e eu virei um muro alto feito de pedras cheias de pontas. tudo isso só porque eu quero tanto um pouco de carinho que acabei ficando com medo de não ganhar.

- Tati Bernardi

Dia 7 - Uma foto que te faça feliz


ah essa foto me traz tantas coisas boas, a história foi mais ou menos assim, fomos pra praia na primeira semana de fevereiro, e não conseguíamos acordar cedo pra ir a praia de jeito nenhum, então decidimos, vamos ficar acordados a madrugada inteira, e ficamos, chegando na praia umas 5:40 da manhã, começamos a tentar tirar fotos, jogamos frescobol, saiu fotos horrendas, quase matei a Cissa por ter feito uma montagem com as piores fotos do mundo hahaha, e nessa foto, nós íamos tirar a foto em pé, ela em cima dos meus ombros, e a gente não conseguiu, porque eu tropecei, e fomos ao encontro da câmera hahaha, ficou tão espontânea, tão limpa, que quando eu vejo essa foto passa um filme na cabeça de semana sem igual.

domingo, 20 de junho de 2010

ela ajoelhou-se ao lado dele, as mãos de dedos abertos em torno da sua cabeça tonta, sem tocá-la. tão rápida, pensou, lá no meio das ondas e de repente aqui ao meu lado outra vez.

- Caio Fernando Abreu

sábado, 19 de junho de 2010

agradecer com orações é uma coisa. agradecer com esfoliações, outra. eu prefiro agradecer ouvindo música, procurando os amigos, levando as situações com bom humor, cumprindo minhas responsabilidades, dormindo tranquila, lendo poemas, fazendo ginástica. agradeço usufruindo a saúde que recebi, e não estragando-a feito um dízimo cobrado de todos os que têm seus sonhos atendidos. ser infeliz, sim, é que devia ser pecado.

- Martha Medeiros in Prometa não sofrer pertencente a obra "Non-stop"

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Cansaço, perca, quebradiço

eu ando tão cansado, não digo cansado dessa vida, mas cansado de aceitar essa vida, sabendo que se pode buscar outra, e eu ando tão perdido, não digo perdido de não saber para onde ir, mas perdido de saber para onde ir e não querer chegar lá, e eu ando tão quebrado, não digo quebrado de cansaço, mas quebrado de estar em todo lugar, de deixar partes minhas em cada lugar que eu passo. e eu ando tão feliz, não digo feliz de super se exaltar, mas feliz de poder dizer que estou feliz. feliz por poder dizer que eu cansei de me perder e ficar quebrado à tempos.

- Douglas Lenon
18 de junho de 2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010


e no dia que a gente conversou pela primeira vez, por mais bobo e cotidiano que fosse o assunto, consegui ser natural. perdi a ordem das pernas ao ir embora, mas você nem ficou sabendo desse detalhe. foi um diálogo tão importante pra mim e você jamais saberá. eu guardo pra mim toda a profundidade que eu queria dividir com você.

- Verônica H.
ele dança descaradamente e eu sou tão feliz. não poderia amar esse homem, não, não é o tipo de homem que eu amaria. mas sou feliz nessa uma semana, ou duas, não sabemos ainda. porque ele é tão feliz, tão mais feliz do que eu jamais fui.

- Tati Bernardi

quarta-feira, 16 de junho de 2010

que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

- Lya Luft

peguei daqui, indico o blog pra vocês, tri bom: http://adoce-com-limao.blogspot.com/

terça-feira, 15 de junho de 2010

suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir de entrar em contato. ou toca, ou não toca.

- Clarice Lispector.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

desculpe, mas foi só mais um engano? e quantos mais ainda restam na palma da minha mão? ah, me socorre que hoje não quero fechar a porta com esta fome na boca, beber um copo de leite, molhar plantas, jogar fora jornais, tirar o pó de livros, arrumar discos, olhar paredes, ligar-desligar a tevê, ouvir Mozart para não gritar e procurar teu cheiro outra vez no mais escondido do meu corpo, acender velas, saliva tua de ontem guardada na minha boca, trocar lençóis, fazer a cama, procurar a mancha da esperma tua nos lençóis usados, agora está feito e foda-se, nada vale a pena, puxar as cobertas, cobrir a cabeça, tudo vale a pena se a alma, você sabe, mas alma existe mesmo? e quem garante? e quem se importa? apagar a luz e mergulhar de olhos fechados no quente fundo da curva do teu ombro, tanto frio, naufragar outra vez em tua boca, reinventar no escuro teu corpo moço de homem apertado contra meu corpo de homem moço também, apalpar as virilhas, o pescoço, sem entender, sem conseguir chorar, abandonado, apavorado, mastigando maldições, dúbios indícios, sinistros augúrios, e amanhã não desisto: te procuro em outro corpo, juro que um dia eu encontro.
não temos culpa, tentei. tentamos.

- Caio Fernando Abreu

domingo, 13 de junho de 2010

Truck Sugar: — então, essa é a nona vez, décima?
Honey Sugar: — eu perdi as contas faz tempo.
Truck Sugar: — você é minha garota há muito tempo, querida.
Honey Sugar: — mas sabemos que acabou, e não quero que fiquemos parados no tempo. as coisas foram boas, durante muito tempo.
Truck Sugar: — desde o ginásio.
Honey Sugar: — mas eu quero ficar na fazenda com meus cavalos e você quer ficar aqui.
Truck Sugar: — está terminando comigo, amor?
Honey Sugar: — não somos crianças, mas também não somos velhos demais. e se está não é a vida certa, eu quero buscar outra.
Truck Sugar: — eu também, eu acho. quando escrevo uma música sempre penso se você vai gostar.
Honey Sugar: — vai ter que escrever para uma nova garota. eu a vi lá dentro, Truck.
Truck Sugar: — ela não é como você.
Honey Sugar: — ela é uma garota do norte. parece com o que você quer agora. uma última dança?
Truck Sugar:eu te amei muito.
Honey Sugar: — eu sei.

- Cold Case
4ª temporada, episódio 11
another shot of whiskey, can’t stop looking at the door, wishing you’d come sweeping in the way you did before. ♪
Tradução: outra dose de uísque, não consigo parar de olhar para a porta, desejando que você venha mudando como você fez antes.

- Lady Antebellum
Need you now

sábado, 12 de junho de 2010

Feliz dia dos "desnamorados"


acordar aqui e lembrar da noite passada, teu cheiro ainda tá aqui na cama, mas não se preocupa, hoje é dia de lavar as roupas, hoje é dia de me namorar, é tão triste me pegar pensando em como foi bom, e não me pegar pensando em como poderia ter sido melhor. pra quê brigar meu Deus? eu sempre falando isso, sempre discutindo sobre isso. como eu me esforcei pra segurar tua mão e andar de mãos dadas com você daqui até o céu, não foi o bastante, eu fiz tudo pra não te perder e hoje perceber que no final das contas estava querendo te perder sem querer, te perdi.
agora, assim nesse dias dos namorados, patético, convenhamos, eu te vi ir, e não tive vontade de te pedir pra ficar, e tudo o que eu mais temia aconteceu, eu não me importei que você fosse, que no fundo eu quis que você fosse, porque eu já não aguentava mais te ver lamentando nos meus braços de como esse mundo era cruel com a gente. eu sempre te pedindo pra ficar, e de repente tudo começa a trocar de lado: você indo embora me pedindo companhia, e eu te vendo ir embora pedindo pra me deixar sozinho.

- Douglas Lenon
12 de junho de 2010
acho que já dá pra dizer mais algumas coisas. já dá pra me chamar de "amor". combinado. provisoriamente, vamos apelidar isso de "amor", até que ele cresça, aprenda a falar e, quem sabe, cale nossas bocas. até porque é vão ter medo de espantar o que já é tão iminente. não adianta gritar amarrada nos trilhos, com o trem há dois metros, apitando que a mesma fome que tem de te comer na mesa da cozinha, tem de passear de mãos dadas contigo até o mar.

- Gabito Nunes in Das coisas sem nome

quinta-feira, 10 de junho de 2010

você não sabe, nem sonha, mas você acaba de zerar minha vida. você acaba de zerar tudo. com a parte mais quente das suas costas, com o seu medo de beijo na orelha e com o seu jeito de se desculpar por falar demais e balançar os pés, você acaba de me salvar.

- Tati Bernardi

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Dissertação 57

já mencionei que me recuso a morrer antes de ter percorrido o mundo ao teu lado?

- Douglas Lenon
09 de junho de 2010
é, não finge que não viu. eu percebi o tom de voz dos seus amigos. não vem dizer que também não sentiu. que não fez falta meu jeito desajeitado de não saber beijar, minha frieza por não saber me apegar.

- Verônica H.

terça-feira, 8 de junho de 2010

e vou dizendo lento, como quem tem medo de quebrar a rija perfeição das coisas, e vou dizendo leve, então, no teu ouvido duro, na tua alma fria, e vou dizendo louco, e vou dizendo longo sem pausa — gosto muito de você gosto muito de você gosto muito de você.

- Caio Fernando Abreu.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Preservar as pessoas à sua volta

é esse meu jeito torto né? pode confessar, eu não vou ficar triste. é esse jeito de não ser bom o bastante. porque eu sempre estou aqui, do seu lado, te apoiando, te cuidando, pra você sumir assim, me deixar aqui. eu fico tão feliz, porque não sei de onde, mas me vem uma força em olhar pra você, e você estar aqui ainda, me faz pensar que eu valho muito sabe. e de repente chegar alguém sem endereço algum – sem vida alguma, sem destino –, te deixa acabado, e você deseja sumir, e meu valor cai pra zero. eu já te falei em preservar as pessoas à sua volta? não vou gastar mais palavras, você sabe o que faz.

- Douglas Lenon
07 de junho de 2010

domingo, 6 de junho de 2010

Dia 6 - Amizade

que estranho falar de amizade, sei lá, a gente se acostuma tanto com amor, e tudo que resulta em mãos dadas seladas com um beijo de novela, que acabamos esquecendo do beijo na testa representante universal do respeito. não sou uma pessoa que preserva muito amizades, sou muito indeciso em quase tudo que vou fazer, mantenho os pés no chão, porque tenho um auxílio que vem lá de cima, de um cara que eu chamo de Deus – como muitos chamam também, mas cada um tem uma crença e isso é indiscutível. amigos eu tenho poucos, que classifico como melhores amigos, não existe o melhor de todos, não é justo escolhermos alguém e reservar esse alguém como o melhor amigo. eu, ao contrário de outros caras da minha idade, tenho mais amigas meninas do que amigos homens, por isso consigo dizer com clareza um melhor amigo, mas não uma amiga. não citarei nomes porque citar nomes é como se fechar em um único mundo, e eu sou aberto a novas pessoas, mas como disse no começo não consigo mantê-las.
amigos poucos e bons, é disso que eu falo sempre, eu daria a vida por eles, o meu amanhã não interessa, não faz sentido algum um amanhã sem amigos, que no fundo meus amigos de verdade sabem que eu tenho sentimentos – mesmo não demonstrandos às vezes, eu amo tanto vocês meus amigos, tanto tanto tanto... esse tanto é tão vasto que não tem ponto final.

Dissertação 56

não diga que vai ficar tudo bem, que vai dar tudo certo, porque assim eu vou continuar acreditando e não desistindo, então diga que vai dar tudo errado, que não tá tudo bem, é nisso que eu preciso acreditar.

- Douglas Lenon
06 de junho de 2010

sábado, 5 de junho de 2010

será que o vazio, quando é grande demais, pula pra fora e se espalha por tudo?

- Clarissa L.
eu só preciso levar a vida, eu só preciso desfocar do sonho que me deixa míope e enxergar além.

- Tati Bernardi.
ninguém no mundo brincou de jogar dardos no próprio peito feito eu, como fiz minha vida inteira, desde o princípio.

- Fernanda Young in Aritmética

sexta-feira, 4 de junho de 2010

— que surpresa boa.
— eu dormi com Archer Montgomery. achei que você devia saber.
(Charlotte caminha até a porta, até que Cooper intervém)
— não, não! não pode sair depois de dizer isso. como pôde? como pôde fazer isso?
— eu sou assim.
— mentira! fez a única coisa que poderia para me afastar, para garantir que a escolha foi minha. quer saber? não funcionou, não vou embora. quer dormir com um cara para me chatear, me fazer desistir? errou. estou aqui. disposto a qualquer coisa para você, e você também me subestima. achou que eu desistiria, porque feriu o meu orgulho? (Chalotte começa a chorar) você é minha, e não vou fugir, porque você está com medo.
— Deus, eu sinto muito. (ambos chorando) sinto muito.
(Cooper abraça Charlotte)
— dessa vez, posso superar. só dessa vez. mas tem que pensar duas vezes, antes de me testar, porque da próxima, eu caio fora. tem que ir fundo, Charlotte, mergulhar fundo na sua alma, pra crescer e estar nesse relacionamento, a partir de agora.

- Private Practice
2ª temporada, episódio 17

OBS: isso tudo realmente só acontece na ficção, pena. haha
chega em mim sem medo, toca no meu ombro, olha nos meus olhos, como nas canções do rádio. depois me diz: — “vamos embora para um lugar limpo. deixe tudo como está. feche as portas, não pague as contas nem conte a ninguém. nada mais importa. agora você me tem, agora eu tenho você. nada mais importa. o resto? ah, o resto são os restos. e não importam.” mas seus livros, seus discos, quero perguntar, seus versos de rima rica? mas meus livros, meus discos, meus versos de rima pobre? não importa, não importa. largue tudo. venha comigo para qualquer outro lugar. Triunfo, Tenerife, Paramaribo, Yokohama. agora, já. peço e peço e não digo nada mas peço e peço diga, diga já, diga agora, diga assim. você não diz nada. você não me vê por trás do meu olho que vê. você não me escuta por trás da minha boca que pede sem dizer, e eu bem sei.

- Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Probabilidades não significam nada

que sim, eu desisto de você pra acreditar em mim, por tudo que eu passei por você em silêncio, não tenho mais argumentos pra deixar claro de como você me deixava triste certas vezes, e vai, eu não sei quantas vezes já te pedi pra ir, vai porque tua presença aqui é demais pra nós dois. quando você fica aqui, as leis da física se confundem, são dois corpos tentando ocupar o mesmo lugar no espaço, ou talvez não, talvez só o meu corpo quizesse ocupar o teu lugar em você.
lembra de quando eu disse que não ia desistir de você, só porque você estava com medo, agora é o contrário, eu tenho medo, e você acaba desistindo de mim.
eu odeio quando você começa a esquematizar, é exatamente essa palavra: ESQUEMATIZAR, você tenta criar um plano no qual você fica jogando o que eu posso pensar, ou o que eu não posso pensar, o que eu vou fazer e o que eu não vou fazer. eu odeio quando você faz um mapa de mim e deixa de dar a próxima cartada por ficar só esquematizando, você não tenta, e não tentando, você fica dizendo o que provalvemente poderia acontecer, odeio esse jeito de acreditar em probabilidades. você precisa deixar de acreditar nas suas probabilidades sem fundamentos, e acreditar um pouco mais em mim.

- Douglas Lenon
03 de junho de 2010
se um dia eu pudesse ver, meu passado inteiro, e fizesse parar de chover, nos primeiros erros. ♪

- Capital Inicial
Primeiros erros

quarta-feira, 2 de junho de 2010

terça-feira, 1 de junho de 2010

que suas escatologias não passem de piada e se materializem bem longe de mim. tem que gostar de crianças, de cachorrinhos, da minha mãe, e tem que odiar ver pessoas procurando comida no lixo. tem que dançar charmoso, ser irônico, ser calmo porém macho (ou seja, não explodir por nada mas também não calar por tudo). tem que ser meio artista, mas também ter que saber cuidar dos meus problemas burocráticos. tem que amar tudo o que eu escrevo e me olhar com aquela cara de "essa mulher é única".

- Tati Bernardi