quinta-feira, 17 de junho de 2010

ele dança descaradamente e eu sou tão feliz. não poderia amar esse homem, não, não é o tipo de homem que eu amaria. mas sou feliz nessa uma semana, ou duas, não sabemos ainda. porque ele é tão feliz, tão mais feliz do que eu jamais fui.

- Tati Bernardi

2 comentários:

  1. Me vejo em Tati nesse trecho, do homem que dança - coisa que, também não consigo suportar! Hahaha
    E essa felicidade do outro, que a gente nunca teve igual, é sempre uma incógnita dentro de nós, procurando um ponto pra colocar embaixo..
    Beijoca e, adorei o novo layout!

    ResponderExcluir
  2. faço das suas, minhas palavras.
    obrigado, esse layout foi sugestão do próprio blog haha

    ResponderExcluir