sábado, 26 de junho de 2010

Esse teu medo

até faria mais sentido tudo isso aqui, se você não tivesse medo de você mesmo, já paro pra pensa que a gente poderia ter chegado muito longe, mas esse medo – o teu medo, é um sinal vermelho pra nós dois.
e se em um ano isso tudo aqui não fez sentido, pelo amor de Deus quem é você? e a gente que acha que um ano é um tempão, mas passou um ano, e eu nem sei qual é a sua roupa favorita, eu nem sei a tua idade, quiçá teu nome. eu demorei tanto tempo, acho que gosto de ver as coisas caminhando lentamente, você caminhando lentamente, e que me valorizava tanto, hoje quando do por mim me vendo sem querer me entregando por aí, as coisas não são fáceis, eu sei que não são, as pessoas não são fáceis, eu também sei disso. mas não peça desculpas por um erro que você não cometeu, trair em relacionamentos, é normal, é sempre o oposto que erra, porque você não teve culpa, porque eu repito pra mim, "meu é ele, tá entendendo, é ELE", e o errado da história sou eu, porque precisa ser muito burro pra acreditar em segunda chance, em segundas intenções, em segunda chamada.

- Douglas Lenon
26 de junho de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário