domingo, 11 de julho de 2010


eu, que jamais me habituarei a mim, estava querendo que o mundo não me escandalizasse. porque eu, que de mim só consegui foi me submeter a mim mesma, pois sou tão mais inexorável do que eu, eu estava querendo me compensar de mim mesma com uma terra menos violenta que eu. porque enquanto eu amar a um Deus só porque não me quero, serei um dado marcado, e o jogo de minha vida maior não se fará. enquanto eu inventar Deus, Ele não existe.

- Clarice Lispector in Perdoando Deus pertencente a obra "Felicidade Clandestina"

2 comentários:

  1. Sempre digo o quanto gosto daqui. =)
    Hoje especialmente, porque Clarice é muito bom !

    ResponderExcluir
  2. eu sou suspeita de comentar.
    sou fã da clarice! está de parabéns !

    um beijo e um queijo ;*

    ResponderExcluir