domingo, 25 de julho de 2010


meu coração vai batendo devagar como uma borboleta suja sobre este jardim de trapos esgarçados em cujas malhas se prendem e se perdem os restos coloridos da vida que se leva. vida? bem, seja lá o que for isto que temos…

- Caio Fernando Abreu

Um comentário: