segunda-feira, 5 de julho de 2010


— só quem vive, ou viveu, com ele pode perceber que, no fundo... ele não entende porra nenhuma de ficção. e me tornar também um escritor, você sabe, Elisa, você sabe que pra mim não é fácil. todos esses anos eu tenho tentado fazer exatamente o contrário do meu pai, acho. acho não, tenho certeza. que tentei de tudo. tentei até ficção científica. queria provar pra ele que... dá para se escrever um romance que não seja sobre a sua própria vida, nem sobre a vida das pessoas ao seu redor. até que apareceu você. até que eu entendi que não podemos descrever com perfeição algo que não entendemos. e entender... só vivendo. e eu entendi você.

- Fernanda Young in Aritmética

Nenhum comentário:

Postar um comentário