domingo, 15 de agosto de 2010

quando não se tem imaginação, morrer não é nada; quando se tem, morrer é demais.

- Louis-Ferdinand Cèline in Viagem ao fim da noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário