sexta-feira, 24 de setembro de 2010

fiz um pacto e executei os rituais, mas começo a ver que mais do que narrei estou sendo narrado: pois não parei simplesmente de crescer. estou mudando de muitas formas. minha altura continua a mesma, mas por dentro eu ainda cresço.
um dia não vou mais caber em mim? vou explodir ou, como cobra troca de pele, eu trocarei de máscaras? é isso que fazem os adultos com os quais não quero me parecer?

- Lya Luft in O ponto cego

Nenhum comentário:

Postar um comentário