sábado, 11 de setembro de 2010


nesse momento sou tocado por outra sensação: a de que nada é realmente meu, nada permanece, tudo é precário. os encantamentos podem ser roubados, não sou dono de mim mesmo. quem eu tenho de amar pode querer o meu mal.

- Lya Luft in O ponto cego

Nenhum comentário:

Postar um comentário