terça-feira, 9 de novembro de 2010

não sinto saudades do seu amor, ele nunca existiu, nem sei que cara ele teria, nem que cheiro ele teria. não existe morte para o que nunca nasceu.

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário