quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Querido pai,

essa é a noite anterior à nossa ida para batalha e não consigo dormir. até em meus sonhos ouço a artilharia, e estou com tanto medo. quando preciso ser bravo, penso em você, pai. e sua força no mundo que não é mais simples. às vezes sonho que estou em casa de novo, desenhando fotografias de você, mamãe e da pequena Bárbara. e nenhum de nós está atrás das grades, porque em meus sonhos somos livres. sei agora que é por isso que estou aqui, não é contra quem eu estou lutando, mas por quem estou lutando, por você, pai. quero a América que em seu sonho seria. deveria ser. vejo todos nós no campo de batalha, brancos, negros, mulatos, amarelos, e essa é América que conheço. talvez um dia eu veja você nela, pai.

Com amor, seu filho, Billy.

- Cold case
5ª temporada, episódio 11

Nenhum comentário:

Postar um comentário