terça-feira, 25 de janeiro de 2011


ele vai ser romântico e muito bruto. ele vai ser generoso e muito casca-grossa. ele vai dizer a verdade e vai mentir às vezes. ele vai fazê-la se sentir uma eleita entre todas e depois vai dar mole para muitas. ele vai implicar com as mínimas coisas, e com as grandes também. ele vai exibir qualidades que você nem sabia que um homem poderia ter, e em troca vai abusar de todos os defeitos que você sabia que todo homem tinha. ele vai ser ótimo na cama. vai ser um perigo dirigindo um carro. vai ser gentil com a sua mãe. vai ser um brucutu com a mãe dele. ele mudará de humor a cada vinte minutos, ele vai brigar por nada, vai beijá-la demoradamente por horas e, com essa bipolaridade bem ou mal disfarçada, ele a deixará tão tonta e exausta que você pensará que foi atropelada por um trem descarrilado. “quem sou eu?” será sua primeira pergunta ao acordar sobre os trilhos.

- Martha Medeiros in Um cara difícil pertencente a obra “Doidas e Santas”

Um comentário: