segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

não importava a bondade ou o senso de responsabilidade, se ela não se sentisse apaixonada por esse homem, não conseguiria evitar a sensação de que estaria se acomodando a alguém, e ela não queria se acomodar. isso não seria justo com ela e não seria justo com ele. ela queria um homem que fosse sensível e bom, mas que conseguisse arrebatá-la completamente. queria alguém que lhe oferecesse uma massagem nos pés depois de um longo dia de trabalho, mas que também a desafiasse intelectualmente. um homem romântico, é claro, alguém capaz de lhe comprar flores, sem que houvesse qualquer razão para isso.
não era pedir muito, era?

- Nicholas Sparks in O Milagre

Nenhum comentário:

Postar um comentário