terça-feira, 25 de janeiro de 2011

pára de sonhar coloridices. tenho asco de tuas fitas coloridas, teus perfumes. foi assim que vocês todos morreram antes do tempo. foi assim que eu não morri. embora oco, estou no alto da torre, na Curva das Tormentas, as janelas abertas para que entrem todos os demônios. os anjos também.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

Nenhum comentário:

Postar um comentário