segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

mas quem não perde a si mesmo
não é capaz de se doar.

- Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas

Dissertação 79

do quanto você me acalma, do quanto tua voz me faz bem, do quanto eu preciso de você, do quanto que eu quero você, que se existe algo, ou alguém no mundo em quem eu pense, por quem eu chore, tem nome, tem sobrenome, você me pede para viver, e eu vivo você.

- Douglas Lenon
28 de fevereiro de 2010

domingo, 27 de fevereiro de 2011

amar dói tanto que não dói mais, como toda dor que de tão insuportável produz anestesia própria. você apela pra todo e qualquer santo, pra cartomante, pra ex-namorado, pra tarólogo, astrólogo, psicólogo, numerólogo, amigo e apela até pra inimigo. qualquer um, pelo amor de Deus, tire essa dor de mim.

- Tati Bernardi
concluindo, seria preciso decretar, urgentemente, que o preconceito é doença, a infelicidade é proibida, e a burrice é crime inafiançável, amém.

- Lya Luft in Somos gente pertencente a obra “Pensar é transgredir”

sábado, 26 de fevereiro de 2011

só levo a sério no mundo
o que lhe torna prazeroso

fútil é o tempo desperdiçado
com especulações críticas e financeiras

a vida não é mais que uma besteira
bem curtida

- Martha Medeiros in Cartas Extraviadas e outros poemas

e sorrio chorando porque, ali onde a gente completa quem chamar em caso de emergência, tem meu nome e telefone. e deixo mais mil chamadas perdidas no seu visor, porque na minha também tem o seu. e se isso não é uma emergência, não sei o que é.

- Gabito Nunes in Caso de emergência

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Dia 24 - Meme player de música [parte 2]

abra sua lista de música (no ipod, mp3 player, windows media player, etc.); coloque no modo shuffle/random/aleatório; aperte play; para cada pergunta abaixo, escreva o nome da música que esteja tocando; quando passar para a próxima pergunta, aperte o botão para ir pra outra faixa; não minta e não tente parecer legal.

1. Como você está se sentindo hoje: 35 ml's - No fim do dia
(é bem mais fácil com você ♪) isso acaba comigo, acertou em cheio essa música.
2. Você vai avançar na vida: Charlie Brown Jr. - Uma criança com seu olhar
(mas se for para falar de algo bom, eu sempre vou lembrar de você ♪) isso vai acabar comigo, eu sei que vai.
3. Como os seus amigos te vêem: Paramore - Where the lines overlap
(no one is as lucky as us ♪) faz sentido, ninguém é tão sortudo como eu, falando de amigos.
4. Você vai se casar: CPM 22 - Não sei viver sem ter você
(que não vai voltar, não vai tentar me entender, que eu não fui nada para você, eu deveria te deixar em paz ♪) esse é o meu casamento, definitivamente.
5. Qual é a música tema do seu melhor amigo: Pete Francis - Untold
(look me in the eyes, that's what i can believe ♪) vendo por esse lado, faz todo sentido.
6. Qual é a história da sua vida: Skank - Saideira
(quem é de beijo, beija. quem é de luta, capoeira ♪) morram de inveja da história da minha vida, haha.
7. Como foi/será o ensino médio: 35 ml's - O que te satisfaz
(se nada te satisfaz, por que ter? ♪) eu tô no último ano, e acredite não sei se vou sentir falta. algo me diz que sim, mas por outro lado me diz muito que não.
8. Como você pode seguir com a sua vida: Oasis - Stand by me
(stand by me – nobody knows the way it's gonna be ♪) seguir confiando em mim, seria isso?
9. Qual é a melhor coisa sobre seus amigos: Legião Urbana - Pais e filhos
(quero colo! vou fugir de casa! posso dormir aqui com vocês? ♪) autoexplicativo?
10. O que tem programado para esse fim de semana: Skank - Dois rios
(que os braços sentem, que os olhos veem ♪) esse é meu fim de semana, sem dinheiro, final de mês somando tudo isso, resulta em depressão.
11. Para descrever seus avós: Athlete - Wires
(I've seen christmas lights, reflect in your eyes ♪) sim ele sempre são a esperança. sempre.
12. Como está indo sua vida: CPM 22 - Irreversível
(se eu pudesse desfazer tudo de errado entre nós, e apagar cada lembrança sua que ainda existe em mim ♪) acho que tô em sintonia com o meu meme. haha.
13. Que música vão tocar em seu funeral: The Fray - You found me
(lost and insecure, you found me, you founde me ♪) que medo Brasil.
14. Como o mundo te vê: Skank - Te ver
(te ver e não te querer, é improvável, é impossível ♪) me senti tanto haha.
15. Você terá uma vida feliz: Butch Walker - Mixtape
(I only wish there was more than about me and you ♪) acho que não, se depender da música.
16. O que você deveria fazer agora: The Fray - Never say never
(you can never say never ♪) não é isso que eu deveria fazer, mas fazer o quê.
17. As pessoas te desejam secretamente: Madonna - Music
(music makes the people come together ♪) adooooooooro haha.
18. Como posso me fazer feliz: Jet - Look what you've done
('Cause I just can't think for you ♪) exatamente, eu posso ser feliz se eu não precisar pensar por você.
19. O que você deve fazer com a sua vida: Avril Lavigne - The best damn thing
(I'm the best damn thing that your eyes have ever seen ♪) é isso que eu preciso dizer haha.
20. Você terá filhos: CPM 22 - Nossa música
(às vezes a vida, parece uma fila eu sei, para lugar nenhum ♪) pela música não, por mim sim, três.
21. Você faria strip-tease com que música: Simple Plan - When I'm gone
(You'll miss me when I'm gone ♪) nossa, pior música não tinha para fazer um strip haha.
22. Se um homem numa van te oferecesse balas, o que você faria: Oasis - All around the world
(take me away cos I just don't want to stay ♪) eu diria isso muto fácil na situação que eu estou, ou não.
23. O que sua mãe pensa de você: Iupie - Voltar no tempo
(eu já tentei ser mais forte do que eu podia ser ♪) awn, amo tanto minha mãe.
24. Qual é o seu segredo mais negro e profundo: Lady Antebellum - Need you now
(and I wonder if I ever cross your mind ♪) talvez seja esse, que eu tenho um coração.
25. Qual é a música tema do seu inimigo mortal: Alexi Murdoch - Wait
(casting shadows on my face ♪) totalmente o contrário, me lembra meu melhor amigo.
26. Como é sua personalidade: Youth Group - In my dreams
(the shame dream every night ♪) talvez seja essa minha personalidade mesmo.
27. Que música será tocada em seu casamento: All time low - Vegas
(I would've married you in Vegas ♪) adoro quando a música sai autoexplicativa.
28. Quais são suas aspirações: Damien Rica adn Ray LaMontagne - To love somebody
(You don't know what it's like, to love somebody, the way I love you ♪) é o amor caramba.
29. O que passa pela sua mente quando você acorda: Midtown - Give it up
(don't fall for the mistakes that I've made, don't turn away ♪) exatamente, não cometa os mesmos erros que eu.
30. O que seu namorado quer de você: Lily Allen - Not fair
(It's such a shame ♪) quem sabe se eu pudesse voltar com o meu que está no RJ.

dessa vez ficou bem mais digno que o outro haha, então gente, fazia tempo que não fazia o 30 dias, mas tá acabando, finalzinho, que gostoso, comecei dia 6 de abril de 2010 e olha só, já estamos em fevereiro de 2011, como o tempo passa. beijos.
talvez consiga dormir. talvez consiga acordar amanhã finalmente livre de tudo isso. terei apenas um corpo, poucos pensamentos, todos pequenos. sei que foi inútil quando os vejo obstinados recomeçar e recomeçar sempre.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

15 anos sem Caio, meu Deus como ele faz falta nesse mundo.
volta 1996. volta e trás de novo, o mestre, o doce, o Caio.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Moral da História


esperança: s.f. 1. disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se há-de! há de realizar ou suceder. 2. expectativa. 3. coisa que se espera. 4. confiança.

esperança, quase uma terceira pessoa entre nós, não faço ideia de como quando, ou onde ela se manifesta. tenho me apoiado em mim nos últimos dias, tanto que ando precisando de outros ombros amigos. vai que um dia a gente encontre fé, no meio dessa esperança toda.

fé: s.f. 1. adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro. 2. testemunho autêntico dado por oficial de justiça. 3. fidelidade. 4. prova. 5. crença.

qual a razão disso tudo, para onde se vai sem fé? de alguma forma todos nós fazemos algo porque temos fé que o que fazemos nos tornará uma pessoa melhor, ou pelo menos nos deixará melhor. mas do que me adianta a fé, se eu não tenho em quem depositar minha fé.

você: pronome pessoal. 1. pronome de tratamento, usado quando alguém se dirige a outrem, a uma segunda pessoa, mas que obriga à concordância com o verbo na terceira pessoa.

tenho pensado muito nessa segunda pessoal do singular, mas queria um retorno, para poder ser. p-o-d-e-r-s-e-r soa meio Clarice Lispector. venho acreditando em nós, e isso me machuca muito. porque só eu acredito, tenho fé. tudo isso poderia ser melhor, poderia me trazer paz, mas só trás preocupação.

paz: s.f. 1. quietação de ânimo. 2. sossego, tranquilidade. 3. ausência de guerra, de dissensões. 4. boa harmonia. 5. concórdia, reconciliação. 6. paciência, pachorra.

moral da história: como viver em paz, ter fé em você, se você não me dá esperanças.

- Douglas Lenon
23 de fevereiro de 2011
mas uma vida sem riscos não era uma vida pra valer, e se era preciso mudar, podia muito bem começar agora.

- Nicholas Sparks in O Milagre

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

— eu sei que disse a ele para ir – ela falou. - sei que insisti para ele ir, eu sei. - as lágrimas escorriam por seu rosto. - mas eu queria tanto que ele estivesse aqui!

- Garth Stein in A Arte de correr na chuva
embora uma única, seriam mil e uma, se mil e uma noites me dessem.

- Clarice Lispector in A Quinta História pertencente a obra “A Legião Estrangeira”

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011


a dor é leal, não pede nada em troca.
acordo e tenho a memória da casa,
não a casa,
a memória da mulher,
não a mulher.
abandonar a si é coragem.
abandonar ao outro é covardia.

- Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas
não quero arrumar, tentar, me vingar, não quero segunda chance, não quero ganhar, não quero vencer, não quero a última palavra, a explicação, a mudança, a luta, o jeito. eu quero, de verdade, do fundo do meu coração, que chegue logo as nove da noite. hora do Rivotril. o remédio que me chapa. eu quero chapar. eu quero não sentir. quero ver a vida em volta, sem sentir nada.

- Tati Bernardi

às vezes é o que realmente da vontade de fazer.
mas eu não quero, eu quero sentir caramba. quero muito mais.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

nada de amores infinitos, laços presos, casórios, fusões, longas viagens, destinos imutáveis. nessa altura dos dias, o amor não passa de uma mão quente, sexo seguro, boas risadas e algumas faixas de Simon & Garfunkel. só não abre mão de largar aquele eterno gosto análogo de cigarro e vodca na boca seca.

- Gabito Nunes in Arquipélago

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Dissertação 78


vai que um dia esse coração aqui não aguente mais e vai em busca de outro peito para se aquecer. acho que nos contos deve haver um coração que não suportou e foi embora. ter que aprender com um erro nunca foi tão difícil. eu tenho medo de ter que sobreviver sem um coração. tanta gente por aí sem um braço, ou uma perna, o que já é difícil e ainda sim se mantem firme e forte. sobreviver sem um coração deve ser algo ímpar. não dá para comprar outro, não dá para substituir, esquecer.

- Douglas Lenon
20 de fevereiro de 2011

galera, tá muito complicado esse ano, problemas amorosos,
problemas na família, aulas, tudo está ajudando para um ano pior.
mas prometo postar com frequência, já escrever não sei. desculpem.
querendo dizer que não, que agora não, que desse jeito não, que assim não, que não mais, quem sabe nunca.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

sábado, 19 de fevereiro de 2011

mas também podiam ser aliviados ao se constatar: naquele momento, eu fiz o melhor que podia. ou essa pessoa, da qual tanto me ressinto, fez o melhor que sabia.

- Lya Luft in Anistia pertencente a obra “Pensar é transgredir”
mas o que eu mais gostava era quando ele falava em não ter lembranças. nenhuma lembrança do que ele tinha acabado de fazer. fossem boas ou ruins. porque a lembrança é o tempo se dobrando sobre si mesmo. lembrar é se desligar do presente.

- Garth Stein in A Arte de correr na chuva

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011


ela contou, entre lençóis, que trabalhar na tevê é uma profissão como as outras, que o estrelato é uma percepção do público e que no fundo ela era uma mulher quase banal. ele contou, durante uma viagem que fizeram juntos, da relação que tinha com os avós, da importância deles na sua infância e em como seu passado de garoto do interior havia definido seu caráter. ela contou, enquanto cozinhavam um macarrão, que havia sido uma menina bem gordinha e que implicavam muito com ela na escola. ele contou, enquanto procurava uma música no rádio, que havia morado em Lisboa e que seu sonho era ser pai. ela contou, enquanto penteava o cabelo dele, que às vezes chorava mais de felicidade do que de tristeza e que ainda não sabia o que dar a ele de aniversário. ele contou, num dia em que assistiam a um filme no DVD, que ela ia rir mas era verdade: quando garoto, ele chegou a pensar em ser padre. ela contou, enquanto retocava o esmalte, que já havia se atrevido a escrever poemas, mas eram horríveis. ele pediu para ler. um dia ela mostrou. eram horríveis mesmo. ele mostrou os versos dele. não é que o safado escrevia bem?

- Martha Medeiros in O cara do outro lado da rua pertencente a obra “Doidas e Santas”

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

não conto meus pesadelos ao acordar.
não termino mais uma frase inteira.

o começo de uma conversa é difícil
depois mais difícil se torna
quando ela aconteceu
sem começar.

- Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas
às vezes eu acho que eu amo o vácuo. porque a pessoa que menos me acrescentou, que menos me amou, que menos me fez rir e que eu menos conheci é a que eu amo, ou pelo menos é a que me mata de saudade todo dia.

- Tati Bernardi

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Dissertação 77


uma verdade: nós mentimos. talvez o mundo gire em torno daqueles que sabem viver. dar um tempo para mim talvez seja uma das melhores coisas que já fiz pelo meu ser. não tô aqui para brincar de Deus, mas de uma forma ou de outra prevemos o final – ou talvez o começo dele. para onde a gente vai quando a gente não sabe para onde ir? como a gente fala a verdade, se tudo o que falamos é baseado numa vida de mentira? como a gente diz sentir, se o que a gente sente não tem tradução?

- Douglas Lenon
16 de fevereiro de 2011
— bem, tem muito a ver com Nova Iorque, isso eu tenho de admitir.
ele riu. – não é isso o que eu quis dizer. eu quis dizer que os meus pais provavelmente teriam adorado criar os filhos num lugar como este. com grandes espaços cobertos de grama e florestas para brincar. e até um rio para nadar nos dias quentes. deve ter sido... idílico.
— ainda é. e é isso o que as pessoas dizem a respeito da vida por aqui.
— você parece ter florescido aqui.

- Nicholas Sparks in O Milagre

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

podem fazer nossa cabeça, mudar nossas ideias, nos arregimentar para o seu partido. influenciar, podem. somos maleáveis. mas arrancar de nós a humanidade, proibir que tenhamos sono, fome e sede, declarar-nos incapacitados para o amor, exigir que nunca mais sonhemos, que não cultivemos nosso lado mais secreto e selvagem, impossível, só se não existíssemos.

- Martha Medeiros in Tarde demais, nascemos pertencente a obra “Doidas e Santas”
porque nem sempre posso ser a guarda de meu irmão, e não posso mais ser a minha guarda, ah não me quero mais. e não quero formar a vida porque a existência já existe. existe como um chão onde nós todos avançamos. sem uma palavra de amor. sem uma palavra. mas teu prazer entende o meu. nós somos fortes e nós comemos. pão é amor entre estranhos.

- Clarice Lispector in A Repartição dos pães pertencente a obra “A Legião Estrangeira”

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011


— você não precisa simular interesse algum pelas pessoas em volta, elas não exigem mais que um bom-dia, boa-tarde, boa-noite, às vezes nem isso, silêncio nas horas em que se costuma fazer silêncio, ruído nas horas em que usualmente se faz ruído. não faço ruídos nem mesmo nessas horas: eliminei máquinas, televisões, rádios, embora goste de música. mas quando quero ouvi-la, canto para mim mesmo quase sem voz um som irregular, cheio de altos e baixos, que vem do fundo da garganta, sem palavras.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas
que quando eu saio para o trabalho de manhã ela se despeça com alegria, sabendo que mesmo longe eu continuo pensando nela.

- Lya Luft in Canção dos homens pertencente a obra “Pensar é transgredir”

domingo, 13 de fevereiro de 2011

mas se você tá aqui, com meus licores e minhas camisas? pois é, você diz com os ombros. eu peço de volta minha camisa. preciso me proteger do seu frio, da sua vida perfeita, da próxima vez que meu telefone tocar por engano.

- Gabito Nunes in Você e sua vida perfeita

Dissertação 76


eu não sei escrever quando me sinto meio perdido. não sei para onde vou, muito menos como vou, eu me arrependo a cada dia de algumas coisas que fiz. e só queria que ele acreditasse em mim. talvez eu tenha perdido o meu amor, porém o egoísmo às vezes é meio recíproco.

- Douglas Lenon
13 de fevereiro de 2011

desculpa não estar postando textos galera, é que
minha vida anda mesmo bem abalada. desculpa.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

domino o impulso de sair
para fora da vida
para entrar cada vez mais nela.
o sopro que apaga a vela
reacende a chama.

- Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

— existe uma explicação em algum lugar. tudo tem uma explicação.
— você não acredita em magia de nenhum tipo?
— não – ele falou.
— isso é triste – ela disse. — porque às vezes ela existe.
ele sorriu. — bom, talvez eu encontre alguma coisa que me faça mudar de ideia enquanto ainda estiver por aqui.
ela também sorriu. — você já encontrou. só que é teimoso demais para acreditar nisso.

- Nicholas Sparks in O Milagre

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

cansado, cansado. quase não dormi. e não consigo tirar você da cabeça. estou te escrevendo porque eu não consigo tirar você da cabeça. hesito em dizer qualquer coisa tipo me-perdoe ou qualquer coisa assim. mas quero te contar umas coisas. mesmo que a gente não se veja mais. penso em você, penso em você com força e carinho.

- Caio Fernando Abreu

mas eu continuo acreditando na gente, eu continuo acreditando que tudo sem você é distração e tudo com você é vida. como eu queria agora ir para a sua casa, deitar na sua cama, ouvir a sua voz, esquentar meu pé na sua batata da perna. como eu queria saber seu nome, seu cheiro, sua rua. assim como um dia um samba saiu procurando alguém, este texto tem a missão de sair em sua busca. eu não escrevo por dinheiro, vaidade, pretensão ou inteligência. eu escrevo porque eu sei que é assim que vou te encontrar. eu escrevo porque não posso mais aguentar que a festa acabe.

- Tati Bernardi

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Hansel disse a Gretel "vamos jogar essas migalhas de pão, e assim encontraremos o caminho de casa porque perder o rumo seria o pior de tudo."

- One tree hill
2ª temporada, episódio 22
contemplar um lago, rever um amigo, rezar para seu próprio deus, ver um filho crescer, perdoar, gostar de si mesmo: tudo isso é gigantesco pra quem ainda sabe sentir.

- Martha Medeiros in Emoção X Adrenalina pertencente a obra “Doidas e Santas”

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Dissertação 75


— só desligo se você prometer me amar por toda sua vida.
— por toda minha vida é pouco, amor.

- Douglas Lenon
07 de fevereiro de 2011
fecho meus olhos e, meio sonolento, escuto vagamente enquanto ele faz as coisas que costuma fazer todas as noites antes de dormir. a escova, a torneira, a descarga. tantas coisas. as pessoas e seus rituais. às vezes elas se apegam tanto às coisas!

- Garth Stein in A Arte de correr na chuva

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

tudo diante de nós. tudo limpo do retorcido desejo humano. tudo como é, não como quiséramos. só existindo, e todo. assim como existe um campo. assim como as montanhas. assim como homens e mulheres, e não nós, os ávidos. assim como um sábado. assim como apenas existe. existe.

- Clarice Lispector in A Repartição dos pães pertencente a obra “A Legião Estrangeira”
— acho que isso acontece com todo mundo quando cresce – Jeremy respondeu. — você descobre quem você é e o que você quer, e então percebe que as pessoas que conheceu a vida inteira não veem as coisas da mesma maneira. e aí você preserva as lembranças maravilhosas, mas se dá conta de que precisa seguir em frente. é perfeitamente normal.

- Nicholas Sparks in O Milagre

domingo, 6 de fevereiro de 2011


e que se erro, falho, esqueço, me distancio, me fecho demais, ou a machuco consciente ou inconscientemente, ela saiba me chamar de volta com aquela ternura que só nela eu descobri, e desejei que não se perdesse nunca, mas me contagiasse e me tornasse mais feliz, menos solitário, e muito mais humano.

- Lya Luft in Canção dos homens pertencente a obra “Pensar é transgredir”
minha boca já perdeu o fôlego de contar quantas vezes te mandou embora. setecentas vezes e mais essa. minha capacidade de me enxergar em dois lugares ao mesmo tempo me rendeu uma espécie de estrabismo sentimental. meu coração, minha cabeça, meus braços andam cansados de querer coisas. não é desejar coisas que me comove, mas não saber do que será. querer, um dia a gente consegue. não saber é entregar a emoção à primeira tormenta. não saber um futuro, não saber um nome, não saber uma esquina, não saber um perfume, não saber um fim.

- Gabito Nunes in Reconciliação
as montanhas são respeitadas
porque ninguém chega rápido até elas.
eu me facilitei, e me esqueceste.

- Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Dissertação 74


e se no fundo houver um coração? geralmente é uma bomba, a gente se entrega e ela explode. não era um coração, parecia muito, porém sempre andamos confundindo muita coisa por aí.

- Douglas Lenon
04 de fevereiro de 2011
porque não quero voltar outra vez a este plano de movediços terrenos enganosos. sei bem de mim que, quando o sol encontrar novamente meu sol, talvez no próximo verão, também estarei partindo. completa.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

eu não aguento mais começar. queria tanto continuar. não sei, não aguento, ainda não posso, mas queria continuar.

- Tati Bernardi

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

é tão difícil a gente se fazer entender porque são tantas as partes subjetivas. existe a explicação e existe a interpretação, e elas dependem tanto uma da outra que as coisas ficam muito complicadas. eu não queria que ele se sentisse mal a respeito disso. queria que ele visse o óbvio, que estava tudo bem em me deixar partir. ele tinha passado por tanta coisa, e finalmente tudo havia chegado ao fim. era preciso que eu não estivesse mais por perto para ele não se preocupar. ele precisava que eu o libertasse para brilhar.

- Garth Stein in A Arte de correr na chuva

nem meu espelho reflete mais um rosto que seja meu. ou sou um agente, ou é a traição mesmo.
mas durmo o sono dos justos por saber que minha vida fútil não atrapalha a marcha do grande tempo. pelo contrário: parece que é exigido de mim que eu seja extremamente fútil, é exigido de mim inclusive que eu durma como justo. eles me querem preocupada e distraída, e não lhes importa como. pois, com minha atenção errada e minha tolice grave, eu poderia atrapalhar o que se está fazendo através de mim. é que eu própria, eu propriamente dita, só tenho mesmo servido para atrapalhar. o que me revela que talvez eu seja um agente é a ideia de que meu destino me ultrapassa: pelo menos isso eles tiveram mesmo que me deixar adivinhar, eu era daqueles que fariam mal o trabalho se ao menos não adivinhassem um pouco; fizeram-me esquecer o que me deixaram adivinhar, mas vagamente ficou-me a noção de que meu destino me ultrapassa, e de que sou instrumento do trabalho deles. mas de qualquer modo era só instrumento que eu poderia ser, pois o trabalho não poderia ser mesmo meu. já experimentei me estabelecer por conta própria e não deu certo; ficou-me até hoje essa mão trêmula. tivesse eu insistido um pouco mais e teria perdido para sempre a saúde. desde então, desde essa malograda experiência, procuro raciocinar desse modo: que já me foi dado muito, que eles já me concederam tudo o que pode ser concedido; e que os outros agentes, muito superiores a mim, também trabalharam apenas para o que não sabiam. e com as mesmas pouquíssimas instruções. já me foi dado muito; isto, por exemplo: uma vez ou outra, com o coração batendo pelo privilégio, eu pelo menos sei que não estou reconhecendo! com o coração batendo de emoção, eu pelo menos não compreendo! com o coração batendo de confiança, eu pelo menos não sei.

- Clarice Lispector in O ovo e a galinha pertencente a obra “A Legião Estrangeira”

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Dia 23 - Um vídeo do Youtube

um vídeo o qual eu tenho guardado nos meus favoritos, faz muito tempo, e que eu acho que vale a pena, que meus parabéns mesmo para pessoa que teve a ideia de fazê-lo, é incrível, mostra que podemos ser diferente fazendo a diferença, e que ao mesmo tempo que tudo que nos torna diferente do outro, nos iguala ao resto do mundo. ninguém é menos "eu" por estar em um momento difícil. ninguém é menos "eu" em momento algum. todos nós somos mais, mais do que podemos imaginar.

video que ganhou o prêmio de publicidade em Cannes
morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. morrer é um exagero. e, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. só que esta não tem graça nenhuma.

- Martha Medeiros in A morte é uma piada pertencente a obra “Doidas e Santas”

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Dissertação 73


não tenho muita certeza do que ando vivendo, desses dias incertos, e desses encontros por acaso, mas uma pergunta vem me perseguindo à dias: quem nunca quis um para sempre, para sempre?

- Douglas Lenon
01 de fevereiro de 2011
e que o interessante na vida não são as respostas: são os enigmas.

- Lya Luft in Numa cidade distante pertencente a obra “Pensar é transgredir”