quinta-feira, 19 de maio de 2011


fazer suas escolhas, assinar embaixo, pagar os preços... e não se lamentar demais. porque programamos o próprio destino a cada vez que, num tímido murmúrio ou num grande grito, a gente diz para si mesmo: "sim!"

- Lya Luft in Dizer “sim”, dizer “não” pertencente a obra “Pensar é transgredir”

Nenhum comentário:

Postar um comentário