sexta-feira, 10 de junho de 2011

mas, adivinhando mesmo, às vezes aceito: como se quem quer me fazer sofrer esteja precisando danadamente que eu sofra.

- Clarice Lispector in Felicidade Clandestina pertencente a obra “Felicidade Clandestina”

Nenhum comentário:

Postar um comentário