quarta-feira, 31 de agosto de 2011

de repente viu-se convidando sem planejar, por que você não aparece em casa uma noite dessas, fim de semana, a gente podia sair, jantar, dar uma olhada na noite.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Cuide de quem corre do seu lado, e de quem te quer bem, essa é a coisa mais pura


fecha os olhos e pensa assim: tudo que inesperadamente vai, inconsequentemente volta. não da pra acreditar nisso né? mas mantém o pensamento nessa mesma linha. se aquilo que foi um dia mereceu você, será que aquilo que volta realmente vale a pena? antes que eu esqueça sempre tem um lembrete pra tudo que você for tentar, nesse caso por exemplo: "cuidado! favor não se apegar, favor sorrir sem ter um porquê de sorrir." vai por mim, tudo fica muito mais fácil e você vai acabar me entendendo quando eu terminar de falar.
primeiro passo: nunca, em hipótese alguma tire os seus pés do chão, você vai precisar deles ali, firme, te guiando. de repente o que parece ser o caminho certo, te tira o chão de uma hora pra outra e você cai, e cai feio.
segundo passo: tudo pode ser, não descarte nenhuma opinião ou conselho, no meio do caminho talvez aquilo que você ouviu antes mesmo de chegar na faculdade, quando você sentou e ouviu alguém ao lado dizer "viver, porque chorar dói os olhos", alguém que você nunca viu na vida parecia saber pelo que você iria passar um dia.
terceiro passo: não passe noites em claro, o que foi, volta, lembra? nunca deixe de se amparar, de cuidar-se. nunca esqueça de ser feliz, porque pra gente ser feliz, basta a gente pensar, pensar com força.

- Douglas Lenon

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

aprenda com quem tiver algo a ensinar, e ensine algo àqueles que estão engessados em suas teses de certo e errado. troque experiências, troque risadas, troque carícias. não é preciso chegar num momento-limite para se dar conta disso. o enfrentamento das pequenas mortes que nos acontecem em vida já é o empurrão necessário. morremos um pouco todos os dias, e todos os dias devemos procurar um final bonito antes de partir.

- Martha Medeiros in Antes de partir pertencente a obra “Doidas e Santas”

domingo, 28 de agosto de 2011

porque você esquece que eu existo e acaba trocando de blusa na minha frente. porque você escolhe canções difíceis pra cantar em karaokês, se perde na letra e acaba avermelhada e tímida no meio do palco. porque você me cegou para tudo que não é você ou sobre você.

- Gabito Nunes in Aconteceu

sábado, 27 de agosto de 2011

o melhor do abraço é o charme de fazer com que a eternidade caiba em segundos.
a mágica de possibilitar que duas pessoas visitem o céu no mesmo instante.

- Ana Jácomo

sexta-feira, 26 de agosto de 2011


e na porta mesmo ele estacou com aquele ar ofegante e de súbito paralisado como se tivesse corrido léguas para não chegar tarde demais. ela ia sorrir. para que ele enfim desmanchasse a ansiosa expectativa do rosto, que sempre vinha misturada com a infantil vitória de ter chegado a tempo de encontrá-la chatinha, boa e diligente, e mulher sua. ela ia sorrir para que de novo ele soubesse que nunca mais haveria o perigo dele chegar tarde demais. ia sorrir para ensiná-lo docemente a confiar nela.

- Clarice Lispector in A Imitação da Rosa pertencente a obra “Laços de Família”

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

mas o que dói mesmo é esse finalzinho de dia. a hora que eu validava a minha existência com a sua atenção. a hora que eu representava o mundo para a única plateia que me interessa. a hora que eu me irritava um pouco, porque fazia parte. e então tudo isso que pensei e vivi ganhava um motivo maravilhoso e digno que era virar imagem no seu ouvido. virar realidade. agora fico aqui me perguntando se eu existo mesmo. porque se não me conto pra você, o que eu sou? pra que serve?

- Tati Bernardi

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Paris, 5 de abril
já começou a esquentar, eu penso em você. a cidade está linda. o inverno guardado nos ossos vai indo embora aos poucos. como um degelo, por dentro. me dá notícias. se encontrar um daqueles telefones, ligo qualquer noite. você vem mesmo em julho? sinto saudade, ando meio só. um beijo, cem beijos, teu J.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Dissertação 92


de todas as pessoas que foram embora, e que nunca mais voltaram, ainda sim temos forças pra continuar. temos paciência pra esperar tanta gente, mas nunca conseguimos fazer valer a pena. então a gente vai seguir, vai encontrar o caminho e vai começar tudo de novo, porque não vivemos por viver. eu busco a felicidade onde quer que ela esteja, já passei por muitos e muitos lugares, mas nenhum deles me deu aquela vontade de ficar, de pagar pra ver.

- Douglas Lenon

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

não precisa gostar de mim se não quiser. mas não me faça acreditar que é amor, caso seja apenas derivado.

- Fernanda Mello

domingo, 21 de agosto de 2011

é por isso e talvez por mais algumas coisas que não tem nada aqui dentro. porque todo o sentimento que faz bem só existe pros outros, pros bonitos, pros inocentes, pros que se deixam levar e são felizes desse jeito. eu não. sou artista, sou mentira, sou intensidade. não consigo aceitar pouco. tem gente que vive de jogos porque rebaixa o amor à adrenalina, porque acha que o pressuposto dos relacionamentos é sofrer. eu não sou assim. não gosto de solidão a dois.

eu tenho tentado, inutilmente, ser melhor. me perdi no caminho e não posso voltar ao que era, tampouco posso parar de seguir em frente. então deve haver uma maneira de evoluir sem perder o direito de sentir. crescer sem perder a esperança nas pessoas. e aprender isso sozinha é triste: torna todo o resultado inútil.

- Verônica H.

sábado, 20 de agosto de 2011

o fato de transgredirmos nossas próprias regras só demonstra que estamos conscientes de que a cada dia aprendemos um pouco mais, ou desaprendemos um pouco mais, o que também é amadurecer. não estamos congelados em vida. podemos mudar de ideia, podemos nos reapresentar ao mundo, podemos nos olhar no espelho de manhã e dizer: bom dia, muito prazer. ninguém precisa ficar desconcertado diante de alguém que se desconstrói às vezes.

- Martha Medeiros in Balançando Estruturas pertencente a obra “Doidas e Santas”

esse é o meu parabéns pra diva. 50 anos tem que comemorar.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011


eu juro que não. eu nego. com a boca, digo não. hoje, não. negativo. agora não. não dá mais. não pode ser. não. nem pensar. não, eu disse. porque não. não, não e não. repassando - não. não, mas obrigado. quando digo não é não. pela última vez: não.

aí você abre a porta e tudo muda de figura. ah, não.

- Gabito Nunes in Não, não e não

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

era cedo demais para eu ver como nasce a vida. vida nascendo era tão mais sangrento do que morrer. morrer é ininterrupto. mas ver matéria inerte lentamente tentar se erguer como um grande morto-vivo... ver a esperança me aterrorizava, ver a vida me embrulhava o estômago. estavam pedindo demais de minha coragem só porque eu era corajosa, pediam minha força só porque eu era forte.

- Clarice Lispector in Os Desastres de Sofia pertencente a obra “A Legião Estrangeira”

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

eu preciso disfarçar que não paro mais de rir, mas aí olho pra você e você também está sempre rindo. se isso não for o motivo para a gente nascer, já não entendo mais nada desse mundo. e eu tento, ainda refém de algumas células rodriguianas que vez ou outra me invadem, tentar achar defeito na gente, tentar estragar tudo com alguma sujeira. mas você me deu preguiça da velha tática de fuga, você me fez dormir um cd inteiro na rede e quando eu acordei o mundo inteiro estava azul.

- Tati Bernardi

terça-feira, 16 de agosto de 2011

3º dia - "e de repente tudo pode realmente ser. ou não." (Caio Fernando Abreu)


faz tempo, já faz o que, mais de um mês não é verdade? eu nunca consegui escrever em letras maiúsculas, talvez porque eu tenha medo de ser grande demais. eu sinto SAUDADES de você. isso eu consigo escrever com letras grandes, porque é enorme essa saudade, porque machuca viver assim. talvez a espera se justifique algum dia, e não pareça mais de uma mês que tudo aconteceu e sim três dias. talvez um dia eu escreva com letras maiúsculas nas iniciais, ou talvez não. até porque esse é o meu slogan, ser pequeno no começo e aos poucos me torno intenso.

- Douglas Lenon

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

erre tentando acertar, acerte tentando errar. se você quiser ser o cara legal da minha vida, faça tudo isso, mas sempre jurando que foi sem querer. mãos à obra, porque, pra ser o cara legal da minha vida, você ainda tem muito o que piorar.

- Gabito Nunes in Como ser o cara legal da minha vida

domingo, 14 de agosto de 2011

— cansado, eu? imagina, sou inesgotável. uma verdadeira Fonte Alternativa de Energia. passei a tarde inteira deitado queimando fumo, vendo televisão, cheirando umas, batendo punheta. tenho fantasias cada vez mais singelas & eficientes. esse frio, essa umidade, essa chuva, essa.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

galera tá muito complicado postar no blog, ando fazendo autoescola,
estudando, trabalhando, muita coisa junta, prometo que a partir de
outubro volto a postar com frequência, por enquanto só nos fins de semana.

sábado, 13 de agosto de 2011

a saudade não tem nada de trivial. interfere em nossa vida de um modo ás vezes sereno, ás vezes não. é um sentimento bem-vindo, pois confirma o valor de quem é ou foi importante para nós, e é ao mesmo tempo um sentimento incômodo, porque acusa a ausência, e os ausentes sempre nos doem.

- Martha Medeiros in Matando a saudade em sonho pertencente a obra “Doidas e Santas”

sexta-feira, 12 de agosto de 2011


abençoadas sejam as surpresas risonhas do caminho. as belezas que se mostram sem fazer suspense. as afeições compartilhadas sem esforço. as vezes em que a vida nos tira pra dançar sem nos dar tempo de recusar o convite. as maravilhas todas da natureza, sempre surpreendentes, à espera da nossa entrega apreciativa. a compreensão que floresce, clara e mansa, quando os olhos que veem são da bondade. abençoados sejam os presentes fáceis de serem abertos. os encantos que desnudam o erotismo da alma. os momentos felizes que passam longe das catracas da expectativa. os improvisos bons que desmancham o penteado arrumadinho dos roteiros da gente. os diálogos que acontecem no idioma pátrio do coração. abençoada seja a leveza, meu Deus.

- Ana Jácomo in Surpresas Dadivosas

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

eu sei que eu abri mão de várias oportunidades. sei que fiz pouco caso do amor que me entregaram de maneira pura e gratuita, só porque eu achava que podia encontrar coisa melhor. se as pessoas estão sempre indo e vindo, eu só queria alguém minimamente eterno em sua duração, que me fizesse parar de achar normal essa história de perder as pessoas pela vida. vou embora querendo alguém que me diga pra ficar.

- Verônica H.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

eu daria tudo o que era meu por nada, mas queria que tudo me fosse dado por nada.

- Clarice Lispector in Os Desastres de Sofia pertencente a obra “A Legião Estrangeira”

terça-feira, 9 de agosto de 2011

2º dia - "tenho aprendido com o tempo coisas que somente com o tempo a gente começa a aprender." (Ana Jácomo)


complicado é querer estar em um lugar e não poder. porque a gente sente falta, mesmo querendo não estar nem aí. você só fica naquilo do "ouvi dizer", "parece que", "dá última vez ele tava", e por aí vai. são pequenas palavras que sempre deixam a entender. tenho tentado sorrir mas anda difícil. amo você de todas as maneiras possíveis, mas fico tão triste quando você vai e não liga, e não diz que tá vivo, que também pensa em mim. agora estar longe de você e não conseguir te sentir perto vai esmagando a gente por dentro, porque tem mil maneiras de se reverter isso. existe tanta gente longe, so far away, mas que vive dentro da gente, no dentro-de-dentro da gente, e que fica tão perto, tão pra sempre.

- Douglas Lenon

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

quando alguém não entende o meu amor, eu lembro daquele dia que você não queria tocar violão pra mim. até que dedilhou reclamando que não era o seu violão. daí tentou uma música conhecida. tentou uma menos conhecida. daí tocou uma sua, com a voz baixinha e olhando pro nada. e então me encarou e cantou com a voz alta. e então largou o violão, me encarou e cantou bem alto a sua dor, de pé, na minha frente, e eu achei que meu peito ia explodir. e ri achando que você ia sair correndo e dar um show na padoca da frente.

- Tati Bernardi

domingo, 7 de agosto de 2011

eles se gostam e ponto. não se juntam porque é tempo de gostar, porque encontraram quem tanto perseguiam, por insistência, estratégia, conveniência ou negociação. eles sabem que a vida ata os laços só pra quem oferece os pulsos.

- Gabito Nunes in Por que a gente é assim?

sábado, 6 de agosto de 2011

“ultimamente tenho me deitado com príncipes e acordado com sapos...”

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

sexta-feira, 5 de agosto de 2011


tudo é incerto, a começar pela data da nossa morte. incerto é nosso destino, pois, por mais que façamos escolhas, elas só se mostrarão acertadas ou desastrosas lá adiante, na hora do balanço final. incertos são nossos amores, e por isso é tão importante sentir-se bem mesmo estando só. enfim, incerta é a vida e tudo o que ela comporta. somos aprendizes, somos novatos, mas beneficiários de uma dádiva: nascemos. tivemos a chance de existir. de nos relacionar. de fazer tentativas. o sentido disso tudo? fazer parte. simplesmente fazer parte.

- Martha Medeiros in Os quatro fantasmas pertencente a obra “Doidas e Santas”

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro.
que tenha saúde no corpo, saúde na alma, saúde à beça.

- Ana Jácomo

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

nossos pensamentos não estacionam, nossos desejos variam, o certo e o errado flertam um com o outro, não há permanência, tudo é provisório, e buscar um porto seguro é antecipar o fim: a única segurança está na morte, será ela nosso único endereço definitivo. durante o percurso da vida, tudo é movimento, surpresa e sorte.

- Martha Medeiros in Lúcifer e os Lúcidos pertencente a obra “Doidas e Santas”

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Dissertação 91


a vida vai se resumindo em encontrar meios e rotas pra felicidade, a gente acaba tropeçando em qualquer obstáculo e acabamos sempre pelas esquinas.

- Douglas Lenon

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

sem falar que estava permanentemente ocupada em querer e não querer ser o que eu era, não me decidia por qual de mim, toda eu é que não podia; ter nascido era cheio de erros a corrigir.

- Clarice Lispector in Os Desastres de Sofia pertencente a obra “A Legião Estrangeira”