quarta-feira, 30 de novembro de 2011

— que é que eu faço? não estou aguentando viver. a vida é tão curta, e eu não estou aguentando viver.
— não sei. eu sinto o mesmo. mas há coisas, há muitas coisas. há um ponto em que o desespero é uma luz, e um amor.
— e depois?
— depois vem a Natureza.
— você está chamando a morte de natureza?
— não. estou chamando a natureza de Natureza.
— será que todas as vidas foram isso?
— acho que sim.
26 de agosto de 1967

- Clarice Lispector in O Processo pertencente a obra “A Descoberta do Mundo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário