domingo, 24 de fevereiro de 2013

28º dia - ‎"a cama, o coração, a vida, tá tudo arrumado. falta só alguém capaz de desarrumar." (Gabito Nunes)

não dizer se foi você quem se foi ou se foi eu quem te esqueceu. não lembro mais de como a gente era feliz e não lembro mais de como a gente sofreu. não lembro de você e isso é dolorido porque você foi importante, o combinado era que eu falaria de você para os meus filhos e que lembraria de nós dois pra sempre. hoje eu tenho lapsos dos nossos momentos, tenho uma música cantada por você gravada no meu computador, juro que não me desfaço dela. juro que quero te lembrar. sei que agora não consigo mais gostar de alguém por inteiro porque gostar de alguém por inteiro é difícil com os pedaços que ficaram em mim. gostar de alguém na verdade é o que tem me ocorrido de mais difícil, ou o que não tem me ocorrido.
nesse tempo que vai passando e vai apagando as lembranças, uma vez ou outra eu tento lembrar de como a gente ria junto e de como tudo era uma bagunça gostosa com você por perto. agora fica esse vazio, essa cama arrumada, esse coração calmo que não tem a pretensão de bater por alguém, essa vida cheia de rotina que me consome, me leva e me envelhece a cada dia que passa. tudo dentro dos conformes, tudo correto. mas eu li por aí que o que vale mesmo a pena na vida é os momentos que a gente perde o fôlego e não os momentos que a gente simplesmente respira.

- Douglas Lenon

Um comentário: