segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

eu estava pedindo ajuda ao homem mais maduro e vivido e esperto que eu conhecia. ele então olhou com sua cara de águia míope pro garçom “não me interrompa agora caso tenha amor pela vida”. e pegou na minha mão. e apertou minha mão. e ficou muito sério. é agora, eu pensei. o único homem que realmente poderia me ajudar. isso vai mudar a minha vida. vai, fala logo. e ele se aproximou e disse, bem devagar, e baixinho, no meu ouvido: “não olha agora, mas o cara da mesa ao lado é igualzinho o Shrek”.

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário