terça-feira, 11 de novembro de 2014

eu esperava um amor tão maior, tão gigante, tão intangível, tão perturbador e veio isso. de que adianta então rodar, rodar, rodar, se ele espera a gente no mesmo lugar pacato, sereno, trivial, pequeno e simples?


- Gabito Nunes in Só isso? pertencente à obra “A manhã seguinte sempre chega”

Nenhum comentário:

Postar um comentário