domingo, 21 de agosto de 2011

é por isso e talvez por mais algumas coisas que não tem nada aqui dentro. porque todo o sentimento que faz bem só existe pros outros, pros bonitos, pros inocentes, pros que se deixam levar e são felizes desse jeito. eu não. sou artista, sou mentira, sou intensidade. não consigo aceitar pouco. tem gente que vive de jogos porque rebaixa o amor à adrenalina, porque acha que o pressuposto dos relacionamentos é sofrer. eu não sou assim. não gosto de solidão a dois.

eu tenho tentado, inutilmente, ser melhor. me perdi no caminho e não posso voltar ao que era, tampouco posso parar de seguir em frente. então deve haver uma maneira de evoluir sem perder o direito de sentir. crescer sem perder a esperança nas pessoas. e aprender isso sozinha é triste: torna todo o resultado inútil.

- Verônica H.

Nenhum comentário:

Postar um comentário