sexta-feira, 30 de abril de 2010

Pega esse amor e vai pro fim do mundo com ele

você não tem medo que eu me machuque com isso que você deixou pra mim? que convenhamos, nunca vi alguém deixar isso com alguém, uma bomba de sentimentos. eu receio que isso vá explodir a qualquer momento e que como qualquer pessoa no mundo, eu não estou — e nunca estarei — preparado pra presenciar uma bomba explodindo quase que nas minhas mãos.
dentro da bomba você colocou tudo que eu te dei, tudo que pra mim tinha valor e que você não imaginava o quanto. essa bomba deve ser formada por mais ou menos 70% só de amor — que há pouco descobri que nem é tanta coisa, que como Verônica H. diz "AMOR não sabe o que é amar", e como Gabito Nunes diz "sério que o amor é só isso? parecia mais, muitos mais." e você sempre me achando tolo, dizendo o quanto eu me inspiro nesses escritores de home page, você nem sabe o que é home page. acrescentando mais 10% de carinho, porque veja que tolice da minha parte, eu só queria cuidar de você. mais 10% de desculpas, as quais eu pedia e que não tinham fundamentos algum, que pra cada erro meu — que nem se comparava a cada erro teu — eu pedia desculpas por nós dois, cada passo errado teu, eu pedia desculpas por não ter te orientado da maneira certa, pra cada passo errado meu, eu me culpava por não ter me amado da maneira certa. e os outros 10% que ficam faltando na bomba deve ser a pólvora, todo o fogo que poderia ter feito nós nos esquentarmos, nos pegarmos, nos conhecermos tão intimamente. e você simplismente fez uma bomba com tudo isso que eu te ofereci.
mas sabe que meu medo não é de que a bomba exploda, meu medo mesmo é de que ela não exploda, porque se o que tem de mais quantidade dominar o que tem de menos quantidade, isso aqui vai virar um "mar de amor", e eu não estou lutando pra te amar mais, porque eu nem preciso lutar pra isso, eu estou lutando mesmo pra pólvora dominar tudo, pra que esse teu maldito ego exploda, pra que essa tua maldita vida exploda, pra que definitivamente VOCÊ exploda.

- Douglas Lenon
30 de abril de 2010

Dia 3 - Seriado Favorito

depois do livro favorito, essa também não é uma tarefa nada facil até porque vejo muitas séries, mas indo direto ao ponto, existe uma série sim que eu sou apaixonado, Grey's Anatomy, me inspira até tentar fazer medicina às vezes, mas não sou tão louco — inteligente — assim. as lições de vida, entre os casos que acontecem na série refletem até na vida real às vezes sem querer. recomendo.
eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. quis tanto dar, tanto receber. quis precisar, sem exigências. e sem solicitações, aceitar o que me era dado. sem ir além, compreende? não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. mas o que tinha, era seu.

- Caio Fernando Abreu.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Dissertação 50

— mas você ainda gosta dele?
— você quer a mentira bonita ou a verdade feia?
— a verdade. sempre a verdade.
— acho que sim, e acredite em mim por favor, dói mais dizer isso pra mim do que pra ti.

- Douglas Lenon
29 de abril de 2010
após esse dia, nunca mais a vi, até que nos reencontramos — sendo impressionante que "nunca mais" possa ser usado desse jeito, "nunca mais até que...". mais impressionante do que isso só mesmo ver uma pessoa numa festa, achá-la patética, e tempos depois a estarmos amando, para tempos depois não estarmos mais. essa incoerência do amor quando revisto. penso muito nisso, mais do que necessário. em como é "desconcertante rever um grande amor". você olha pra ele e não sabe onde foi parar aquilo tudo que deveria estar eternamente ali. onde vai parar o sempre quando sempre acaba? claro, "que seja eterno enquanto dure", e então não é eterno, pois a eternidade é infinita e finito é o amor, não é isso? é. contudo, pensando sob outro aspecto, o que senti por ela ainda existe, uma vez que existiu naquele tempo e voa por aí em sua velocidade da luz. pertencendo também ainda a mim o verbo que preencheu a lacuna desse vácuo. o verbo que eu disse diznedo "eu te amo". e se disse é porque era, e portanto é, já que a ideia dessa ação persiste.

- Fernanda Young in O Efeito Urano
bem hoje que eu resolvi sumir, você apareceu. eu me rendi à minha personalidade mais real e você gostou.

- Verônica H.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

sinto falta da perdição involuntária que era congelar na sua presença tão insignificante. era a vida se mostrando mais poderosa do que eu e minhas listas de certo e errado. era a natureza me provando ser mais óbvia do que todas as minhas crenças. eu não mandava no que sentia por você, eu não aceitava, não queria e, ainda assim, era inundada diariamente por uma vida trezentas vezes maior que a minha. eu te amava por causa da vida e não por minha causa. e isso era lindo. você era lindo.

- Tati Bernardi
dá-me a tua mão. porque não sei mais do que estou falando. acho que inventei tudo, nada disso existiu! mas se inventei o que ontem me aconteceu — quem me garante que também não inventei toda a minha vida anterior a ontem?

- Clarice Lispector

terça-feira, 27 de abril de 2010

Eu preciso que você esteja


me acontece que eu quero gostar de você — gostar não. eu quero amar você na verdade —, porêm, sempre há um porém, é incrível não? eu teria que abrir todo o jogo contigo, e não sei se você ia apreciar a história, acho que eu afasto todo mundo com essa história. não é por nada não, não é por querer que eu sempre lembro entende? é algo que me vem sempre, que sai de dentro de mim sem avisar. eu não sei quanto tempo vai durar, não sei nem mesmo pra onde ir, porque eu já tentei fugir uma vez — duas vezes, três vezes, várias vezes — mas ele sempre me acontece. não me entenda mal por favor, preciso que você me apoie, preciso que você entenda, que eu sou fraco, que eu já cai outras vezes na mesma armadilha.
eu preciso que você esteja em tudo que eu conto, em cada passo que eu trilho, em cada vida que eu encontro. preciso demais que você esteja não só em vidas que eu encontro, acima de tudo preciso que você esteja na minha vida.

- Douglas Lenon
27 de abril de 2010
não queria, desde o começo eu não quis. desde que senti que ia cair e me quebrar inteiro na queda para depois restar incompleto, destruído talvez, as mãos desertas, o corpo lasso. fugi. eu não buscaria porque conhecia a queda, porque já caíra muitas vezes, e em cada vez restara mais morto, mais indefinido — e seria preciso re-estruturar verdades, seria preciso ir construindo tudo aos poucos, eu temia que meus instrumentos se revelassem precários, e que nada eu pudesse fazer além de ceder. mas no meio da fuga, você aconteceu. foi você, não eu, quem buscou. mas o dilaceramento foi só meu, como só meu foi o desespero.

- Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 26 de abril de 2010

a vida precisa ir adiante, mesmo sabendo que estaremos modificados para sempre depois desse estrago. espero que um dia você seja capaz de me perdoar. desculpa. mesmo. fica bem.

- Gabito Nunes in Fica bem

domingo, 25 de abril de 2010

Te quero bem

no momento estou concentrando todas as minhas forças em um único objetivo: esquecer você, com você. mas pra isso você precisa parar de ser tudo aquilo que eu quero que você seja. você precisa ser mais atencioso, e querer sempre me ter por perto, porque se você não é atencioso, e não me quer por perto, aí sim eu acabo gostando mais de você. segundo passo, você precisa dizer que me ama todos os dias, e dizer que eu sou só seu, porque se você não dizer que me ama nenhum dia que for, e também dizer que eu não faço diferença nenhuma sendo ou não sendo seu, eu vou ficar no seu pé, mais um bom tempo. terceiro passo, você precisa dizer que vai cuidar de mim sempre, vai pensar em mim todos os dias, porque se você jamais cuidar de mim, e eu ter que pedir pra você pensar em mim pelo menos quando ouvir uma música que eu goste, eu vou acabar te procurando mais vezes, e te amando mais vezes.
eu cuido de ti de longe mesmo, eu olho por ti daqui mesmo, eu consigo te sentir a 1000000 km/luz de distância. então vai assim me querendo aos poucos, me querendo aos trancos, me querendo bem.

- Douglas Lenon
25 de abril de 2010
te amo como as begônias tarântulas amam seus congêneres, como as serpentes se amam enroscadas lentas algumas muito verdes outras escuras, a cruz na testa lerdas prenhes, dessa agudez que me rodeia, te amo ainda que isso te fulmine ou que um soco na minha cara me faça menos osso e mais verdade.

- Hilda Hilst
um dia você vai estar sozinho, vai fechar os olhos e tudo estará negro, os números de sua agenda passarão claramente na sua frente e você não terá nenhum para discar.
sua boca vai tentar chamar alguém, mas não há alguém solidario o bastante para sair correndo e te dar um abraço, ou te colocar no colo e acariciar seus cabelos até que o mundo pare de girar.
nessa fração de segundos, quando seus pés se perderem do chão, você vai se lembrar da minha ternura e do meu sorriso infantil.
virão súbitas memórias dos meus abraços e beijos, da minha preocupação com você, e só vão ter algumas músicas repetindo no seu rádio: as nossas.
em um novo momento, você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração e vai torcer bem forte para ter o nosso mundinho delicioso de novo.
o nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto e te falava sempre. e quando você finalmente discar meu numero, ele estará ocupado demais, ou nem será mais o mesmo, ou até mesmo que eu não queira mais te atender. e se você bater na minha porta ela estará muito trancada, e se aberta estiver, mostrará uma casa vazia. seus olhos te ensinaram o que são lagrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. o nome do enjoo que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome que virá chama-se tristeza. então quando os dias passarem e eu não te ligar, quando nada de bom te acontecer e ninguém te olhar com meus olhos encantados, você encontrará a famosa solidão. a partir daí o que acontecerá chama-se surpresa. e provavelmente o rémedio para todas essas sensações acima é o tal do tempo em que você tanto falava.

- Tati Bernardi

sábado, 24 de abril de 2010

Dissertação 49

eu não consigo tirar os olhos de ti, tenho medo de te perder da minha linha de visão. eu não consigo dormir e te deixar sozinho por aqui. porque eu só quero te amar em silêncio, não quero te amar para os outros, eu quero te amar para mim, entende?

- Douglas Lenon
24 de abril de 2010
Pai Nosso

Pai nosso que estais no céu
, dê uma espiada aqui para baixo e veja com seus próprios olhos, as coisas continuam bem para quem está bem e seguem um descalabro para quem sempre esteve mal, anda cada vez mais difícil acreditar que alguém um dia terá competência para acabar com a miséria, os homens andam desacreditados, as mulheres desenxabidas e as crianças sofrem em jejum.
Santificado seja o vosso nome que tem sido usado em vão para nominar outros deuses que habitam a Bahia e o Planalto, que habitam palácios e manchetes, que nada mais fazem que transferir o poder uns para os outros e inventar frases que serão reproduzidas nos jornais mas que só alteram pra pior a trajetória de quem não sabe ler.
Venha a nós o vosso reino que parece um lugar clássico e de bom gosto, onde as harpas estão em primeiro lugar nas paradas em vez de Reginaldo Rossi, um lugar onde as pessoas não perdem a cabeça por causa de uma freada e nem matam a família por causa de uma enxaqueca, um lugar onde todos têm saúde e a previdência funciona, e o que é melhor, oferece cobertura.
Seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu, mas principalmente na Terra, onde tem mãe vendendo o filho para pagar divida de aluguel, pai dando sopa de capim pra recém-nascido, criança que não sabe juntar uma letra com a outra e que fica impossibilitada para sempre de trabalhar, viver e sonhar, todas essas coisas terrenas.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje, amanhã, terça, quarta e quinta, nos dai também leite, feijão, tomates e um pouco de fé, e se o senhor não puder entregar pessoalmente, mande um de seus emissários, quem sabe o Fernando Henrique, que sabidamente não acredita no Senhor mas que deveria ao menos acreditar nele mesmo, ou no que ele foi um dia.
Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não são poucos: nos ofendem os diretores de hospitais que não conseguem manter seus médicos nos plantões, nos ofendem os ministros que fazem olho branco para a verba desviada, nos ofendem os que não querem MUDAR O PAÍS, e ofendo a mim mesma, iludida de que escrever ajuda, ajuda quase nada, e seu perdão ainda menos.
Não nos deixeis cair em tentação de fingir que nada acontece, que o país está progredindo e que temos muito o que comemorar nesses 500 anos de atraso, corrupção e excesso de malandragem, instituída e aceita como traço de personalidade, livrai-nos de perder o bom senso e a atenção, livrai-nos desse ceticismo que a cada dia se justifica e de todo o mal que temos feito a nós mesmos, amém.

- Martha Medeiros in Trem-bala
eu não sabia, eu morria, eu nascia sucessivamente, em desespero, eu compreendia súbito. não, não era amor. era terror.

- Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 23 de abril de 2010

você não tem pouco, só deseja demais. e te beijo, e te cheiro, e irrito tua pele com a barba curta, seus pelos respondem, e como dois corpos não ocupam o mesmo lugar, você precisa sair de si pra que eu possa entrar.

- Gabito Nunes in Nosso amor
ah vai, me diz o que é o sossego, que eu te mostro alguém afim de te acompanhar, e se o tempo for te levar, eu sigo essa hora e pego carona pra te acompanhar. ♪

- Los Hermanos
Último romance
até cortar os defeitos pode ser perigoso — nunca se sabe qual o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

- Clarice Lispector

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Chuva me lembra abraço

— meu, que saudade de ti!
— ah, também tava morrendo de saudades de ti. teu lugar ta guardado, aqui.
— lá vem você com essa história de novo.
— tá chovendo, e sei lá, chuva me lembra abraço. que louco não? parece carência da minha parte.
— chuva me lembra pés molhados, que me lembra chulé.
— até desse teu lado nojento de falar as coisas eu gosto. mas e aí lembro que você me falou que dessa vez queria dar um tempo pra se conhecer, conseguiu?
— não, sabe que por mais que você tente, você não consegue, tem sempre algo dentro de nós, que a gente não vai entende, que a gente nem mesmo conhece.
— então peraí faz quanto tempo que você mora dentro de mim? porque talvez você seja algo que eu conheço, mas não consigo entende.
— ah pare de me deixar encabulado.
— ok, eu faço só pra te provocar mesmo. mas eu queria dizer de novo antes que você vá embora que eu senti e sinto tanto a sua falta.
— eu só to dando meu sinal de vida como sempre. mas um dia isso vai acabar, não se preocupe.
— e se não acabar por aqui, e se continuar amanhã, depois e depois e depois e depois... e se eu te amar pra sempre?
(silêncio)
— você ta ouvindo?
— o que?
— a chuva.
— você ta sentindo?
— o que?
— o abraço.

- Douglas Lenon
22 de abril de 2010
amar um homem não é o telefone que não toca, é o telefone que toca e ele tá daquele jeito que te irrita justamente porque está irritado com você e você desliga logo e ele liga de novo e vocês morrem de rir. ah, e aí vai dando certo.

- Tati Bernardi

quarta-feira, 21 de abril de 2010


desculpa se eu tive medo. eu tive medo. tive e tenho medo. medo, inveja, ódio, ciúmes. não menti, não queria mais a minha vida, mas tinha que defendê-la. e mesmo desde cedo te amando, desde cedo te expulsando.

- Fernanda Young.
tô tirando férias, dando um tempo disso, chega de amar, chega de me doar, chega de me doer.

- Caio Fernando Abreu

Dia 2 - Livro Favorito

que pergunta sacana hein? eu leio muito, trabalho em uma biblioteca, isto é, tenho um acesso maior a livros, poderia citar vários livros aqui, mas com certeza tenho um em especial que sou extremamente apaixonado, e que sinceramente queria encontrar o personagem principal do livro mesmo sendo apenas ficção. então lá vai "Eu sou o mensageiro" de Markus Zusak, conta a história de um cara, taxista, um perdedor, que começa a receber cartas para mudar a vida de pessoas da sua cidade, mudando toda sua vida. vale muito a pena ler. devorei o livro em 2 dias.
o grande desafio é conseguir fazer boas opções na vida sem alienar-se. é seguir os rituais comuns a todos os seres de duas patas, sem que seja preciso amputar as outras duas, pois só elas conhecem o caminho que leva à liberdade e ao instinto, dois lugares que não precisamos frequentar com assiduidade, mas que é bom saber onde ficam, para o caso de um dia precisarmos voltar para buscar a parte de nós que deixamos para trás.

- Martha Medeiros in Ilha dos Lobos pertencente a obra "Trem-bala"

terça-feira, 20 de abril de 2010

Dissertação 48

vamos seguir sem quebrar as regras, eu vou tentar te esquecer, e te proteger sem que você perceba, você se lembra, e não me esquece, ok?

- Douglas Lenon
20 de abril de 2010
mas eu peco quando termino dizendo que assim a vida tá errada, que o amor é maior que tudo. porque aí tu vira o jogo e afirma eu estar certo pelo menos uma vez nesse um ano e meio. que o amor é sim maior que todas essas bobagenzinhas fofas presunçosas para definir um amor, que o amor não cabe em molduras, em declarações líquidas, em frasezinhas de fronha.

- Gabito Nunes in Amor tão maior?

segunda-feira, 19 de abril de 2010

a gente faz as coisas pra matar dentro da gente e morre junto. a gente faz pra ferir quem pouco sente nossa existência e vai, aos poucos, deixando de existir pra gente mesmo. a gente faz pra provar que também existe sem amor e acorda se procurando no dia seguinte. era só pra ser algo divertido e vira um drama. o amor era pra ser amor e virou só um troço que acabou porque eu esqueci que era pra ser divertido e pensar isso do amor me ofende. viver é duríssimo.

- Tati Bernardi

sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar.

- Clarice Lispector.

domingo, 18 de abril de 2010

Eu tenho sentimentos, eu não sou um passatempo

meu desabafo é simples, eu só quero que você saiba que eu não sou um passatempo, que eu tenho sentimentos. não estou livre à todo tempo. que eu não sou a "Fulana". que foi só ela chegar aqui, que você começou a escolher ela — conversar com ela. você me magoou, sei que sou um quase iniciante na psicologia e preciso dizer que está tudo bem, mas não está tudo bem. não pode me usar como apoio de novo e achar que tudo está certo. converse com a "Fulana", e pelo amor de Deus pare de me fazer confundir as coisas. e eu te peço — quase te imploro — venha conversar comigo, quando quiser realmente falar comigo.

- Douglas Lenon
18 de abril de 2010
puxou-me para si, os nossos corpos opostos no assoalho, duas lanças apontando uma para a outra. e de repente nos ferimos. com a boca. senti seus lábios nos meus, os dentes se chocando, as mãos que seguravam meu rosto, investigavam meus traços, eu nascia por dentro, quase gritava, tentávamos desvendar um ao outro, mas não íamos além da tentativa, que já se fazia angústia em suas mãos como espinhos, subindo por meu corpo inteiro, busca tensa. não, não era amor, não foi amor. tudo explodia num plano muito mais alto, muito mais intenso. nos desvendávamos com a fúria dos que antecipadamente sabem que não vão conseguir jamais.

- Caio Fernando Abreu
se há algo para mudar, que seja dentro da gente, onde não é preciso fazer reserva nem gastar uma nota para virar uma pessoa melhor.

- Martha Medeiros in Feliz você novo pertencente a obra "Trem-bala"
você ri do medo que eu tenho de você me pedir em namoro, sofre em silêncio quando eu falo que tenho medo de enjoar de você e tenta entender o motivo de eu ter tantos medos escondidos por trás da minha mania de demonstrar segurança.

- Verônica H.

sábado, 17 de abril de 2010

é que parece que sou seu, que moro aí. sabe, tudo mudou. você mudou. o porteiro mudou. só não mudaram eu e as mensagens que dizem o quanto foi bom, mas que não vou ficar não, e que a gente se vê por aí, como amigos. não consigo ser mais, viu?

- Gabito Nunes in Não consigo ser mais vil
não tenha medo deste texto. não tenha medo da quantidade absurda de carinho que eu quero te fazer. nem de eu ser assim e falar tudo na lata. nem de eu não fazer charme quando simplesmente não tem como fazer. nem de eu te beijar como se a gente tivesse acabado de descobrir o beijo. nem de eu ter ido dormir com dor na alma o fim de semana inteiro por não saber o quanto posso te tocar. não tenha medo de eu ser assim tão agora. nem desse meu agora ser do tamanho do mundo.

- Tati Bernardi

Só pro meu prazer


essa sua maldita mania de desejar a vizinha do 512, e dizer que é só sexo com ela, que quando se sente sozinho usa ela, e não transaria comigo, não por pena nem nada disso, mas porque tem uma amizade muito forte comigo, que dois sentimentos não podem haver em comunhão numa única amizade, e além desses requisitos, não transaria comigo porque não quer me fazer sofrer em hipótese alguma, confessa que não presta, que por mais que venha fazendo burrada atrás de burrada eu não desisto dele.
mas, se não te tendo eu sofro, então larga essa guria do 512 e vem pra mim. porque eu já misturei tanta coisa, que amizade e sexo vez em quando não vai me fazer mal algum, sei que você não presta, eu to sempre aqui, e se for pra ter seu corpo por uma noite, por algumas noites, por todas as noites, não me importa, me faça sofrer desse modo.

- Douglas Lenon
15 de abril de 2010

sexta-feira, 16 de abril de 2010

você sabe que vai ser sempre assim. que essa queda não é a última. que muitas vezes você vai cair e hesitar no levantar-se, até uma próxima queda.

- Caio Fernando Abreu
não desiste de mim. por trás de tanta indecisão tem alguém que precisa de companhia mesmo fingindo que não. tem alguém que odeia todo mundo num segundo e chora de saudades de todos no segundo seguinte. e de você principalmente.

- Verônica H.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dissertação 47

amores antigos definitivamente não dão futuro.

- Douglas Lenon
15 de abril de 2010
todo dia é uma ocasião especial. guarde apenas o que tem que ser guardado: lembranças, sorrisos, poemas, cheiros, saudades, momentos. “guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela...” guarda-se o que há dentro de nós. o resto é para ser usufruído.

- Martha Medeiros in Guardar pertencente a obra "Trem-bala"
é libertador esquecer meu desejo de vingança, a vontade que tenho de explodir sua vida, o vício que tenho de passar mil vezes por dia, em pensamento, ao seu lado. e pisar em cima da sua inexistência e liberdade. chega disso, só pelo tempo em que durarem estas letras e a música que coloco para reviver você, vou te amar mais esta vez. vou me enganar mais uma vez, fingindo que te amo às vezes, como se não te amasse sempre.

- Tati Bernardi
mas sempre fica um casaco pra buscar, uma frase pra terminar, um fim pra dar antes que alguém bata o queixo.

- Gabito Nunes in Não consigo ser mais vil

espalma as mãos sobre o teclado da máquina. bate, leve. podia escrever um poema. não. recusa mesmo essa espécie de alívio. não quer a cor. prefere o dilaceramento cada vez mais intenso, mais insolucionado. precisa sofrer e morrer muitas vezes por dia para sentir-se vivo. chegara à constatação de que era só, único, e que devia bastar-se a si mesmo, e justamente por isso precisava de uma outra pessoa. os grãos de areia nunca se tocam. mesmo quando juntos há entre eles uma espécie de carapaça que não os deixa tocarem-se. jamais um núcleo toca outro núcleo.

- Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Dia 1 - Música Favorita

são tantas músicas, que parece que se eu escolhesse uma, as outras ficariam com ciúmes. e então resolvi fazer um top 10 das músicas que eu mais gosto.
10º lugar: Rihanna - Rehab
9º lugar: Charlie Brown - Longe de você
8º lugar: Avril Lavigne - When you're gone
7º lugar: Faber Drive - Tongue tied
6º lugar: Strike - Desvio de conduta
5º lugar: Vertical Horizon - Send it up
4º lugar: Oasis - Little by little
3º lugar: Nada Surf - I like what you say
2º lugar: Paramore - The only exception
1º lugar: U2 - Sunday, bloody sunday
cada música marcou minha vida em algum sentido, ou algum não-sentido.
vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. mas antes faço questão de te dizer três coisas.
primeira: você não é tão interessante quanto pensa. não mesmo. tive bem mais decepções do que surpresas durante o tempo em que estivemos juntos.
segunda: não vou sentir falta do teu corpo. já tive melhores, posso ter novamente, provavelmente terei. possivelmente ainda esta semana.
terceira: fiquei com um certo nojo de você. não sei por quê, mas sua lembrança, hoje, me dá asco. quando eu quiser dar uma emagrecida, vou voltar a pensar em você por uns dias.

- Fernanda Young
ficar é legal. é uma maneira de testar a própria sexualidade e iniciar-se nos complexos mecanismos da conquista. namorar é ainda mais legal, porque é ficar todos os dias com alguém que você não acha apenas bonitinho, mas que gosta de verdade. acho namorar melhor que ficar, mas ambos são bons. ficação, sim, me arrepia.
excitante, prazeroso e não tira pedaço. só quem corre o risco de se machucar nessa brincadeira é a auto-estima. assim como não se deve misturar bebidas, misturar pessoas também pode dar ressaca.

- Martha Medeiros in Beijos a granel pertencente a obra "Trem-bala"
porque pra te amar mais, eu tenho que te amar menos. porque pra morrer de amor por você, eu tive que não morrer. porque pra ter você por perto um pouco, eu tive que não querer mais ter você por perto pra sempre.

- Tati Bernardi

Fugir de si, saída a esquerda

porque eu queria constar o desejo que eu tenho de ir embora daqui, não falo de sair da cidade, não é nada disso, eu tenho uma vontade imensa de ir embora de mim, porque têm horas que eu não me aguento, já não suporto mais me pegar chorando pelos cantos, lamentando do quanto eu me esforço pra nada, se ao menos eu conseguisse me esquecer, eu te esqueceria. ta aí duas perguntas muito boa: como conseguir se auto-salvar? ou como não conseguir se auto-destruir?

- Douglas Lenon
14 de abril de 2010

terça-feira, 13 de abril de 2010

contou desculpas nos dez dedos das mãos abertas em frente ao espelho. não satisfeita, recorreu aos dos pés. recorreria a outros, se mais tivesse. as desculpas se acumulavam me entende, eu não quis, eu não quero, eu sofro, eu tenho medo, me dá a tua mão, entende, por favor. eu tenho medo, merda!

- Caio Fernando Abreu

longe de casa, há mais de uma semana, há milhas e milhas distante do meu amor. ♪

- Planta e Raiz
A dois passos do paraíso
o pensamento é o território mais protegido do mundo, e ao mesmo tempo o mais livre. só nós sabemos o que se passa por nossa mente. nele cabe um mundaréu de gente, todas as pessoas que somos, todas as que conhecemos, e mais aquelas que imaginamos, e delas somos seu deus e seu diabo. o pensamento não exige ortografia, pronúncia, sensatez. o pensamento não tem fronteiras, lógica, advogado de defesa ou carrasco. o pensamento é zona franca, terra de ninguém, um lugar onde sempre há vaga.
o pensamento é o único lugar onde ainda estamos seguros, é onde nossa loucura é permitida e onde todos os nossos atos são inocentes.

- Martha Medeiros in A Zona franca do pensamento pertencente a obra "Trem-bala"

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Dissertação 46

não sei se eu cheguei aonde eu queria chegar, só sei que eu queria sumir daqui, fugir daqui.

- Douglas Lenon
12 de abril de 2010
pode parecer maluco, mas todas as minhas súplicas para que você desista de mim, é um jeito maluco de pedir que você não desista nunca, pelo amor de Deus.

- Tati Bernardi
sei que você vive falando de mim por aí sempre que tem oportunidade, e esse tipo de propaganda boca a boca não tem preço. ainda mais quando é enfática como a sua — todos ficam interessados em conhecer uma pessoa que é assim, tão o oposto de você.

- Fernanda Young
não saberiam formular. e não saber formular uma coisa compreendida é o mesmo que não compreender. pelo menos para aqueles três, limitou rápido, pois tinha medo de qualquer afirmação. como explicar a eles que uma coisa pode trazer no seu ser o seu próprio não-ser, ao mesmo tempo e, desculpem, con-co-mi-tan-te-men-te, eles não compreenderiam, e não havia interesse em explicar-lhes, não havia nem mesmo interesse em observá-los: nenhum deles continuaria sendo o que agora era. aqueles três corpos descobririam de repente a sua força oculta, e apoiados nessa força é que se construiriam em massas sólidas, bem delineadas. por enquanto, os contornos apenas ameaçavam. ninguém poderia impor uma definição antes dessa definição impor-se por si mesma: seria como tentar forçar uma natureza a ser aquilo que ela só seria se quisesse.

- Caio Fernando Abreu

domingo, 11 de abril de 2010

Um dia eu te prendo

e você canta pra mim, com uma voz de cantor apaixonado, e me faz me apaixonar ainda mais por ti. eu que até ontem disse que tava disposta a te esquecer, hoje eu to colocando todas as fichas em você de novo, to apostando, porque toda vez que você volta parece que vai ser diferente. que você vai dizer eu quero você pra mim, pra sempre.
eu sou o cais do porto pra onde você sempre volta. eu não consigo mais dizer que amo você, porque acho que amor tem limite, e eu já passei dos limites faz muito tempo.
parece que eu te amo tanto às vezes, tanto que eu tenho medo de perder o chão, de me perder, e às vezes parece que eu nem te amo, parece que você é apenas o amor que preenche o vazio, quando o vazio fica vazio demais.

eu to te esperando, vê se não vai demorar ♪ Paralamas do Sucesso

- Douglas Lenon
11 de abril de 2010

nem tão pequena que me sufoque, nem tão grande que me deixe perdida.

- Martha Medeiros in A minha Porto Alegre pertencente a obra "Trem-bala"
é vontade de sentir aquela coisinha misteriosa de "é esse!". como será sentir isso? eu sempre sinto que "pode ser esse, ou talvez com algumas mudancinhas possa ser esse ou talvez se ele quisesse, poderia ser esse...". não, isso tá errado. quero sentir que "é esse".

- Tati Bernardi

sábado, 10 de abril de 2010

Dissertação 45

— porque me trata unicamente às vezes, e n'outra me trata como trata as outras?
— eu vou embora de novo, e não quero te ver triste ok?
— quiçá eu vá também.
— vai pra onde?
— vou deixar a vida me levar, e quem sabe um dia te encontrar de novo.
— e onde vai ficar meu porto? pra que cais eu vou voltar?

vou deixar a rua me levar, ver a cidade se acender, a lua vai banhar esse lugar e eu vou lembrar você ♪ Ana Carolina

- Douglas Lenon
10 de abril de 2010
o anjo se desprende desse teto escuro
e o fumo se eleva sobre a rosa:
é hora, dá-me a tua mão
e vem comigo pelo espaço.

- Lúcio Cardoso
pois que podia pensar e falar ao mesmo tempo, independente do pensamento ser a palavra ou da palavra ser o pensamento.

- Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 9 de abril de 2010

hoje em dia. ou somos os mais bem vestidos, os mais viajados, os melhores cozinheiros, as melhores decoradoras, ou somos nada. ou fazemos parte do time de vencedores, ou estamos do outro lado, perdendo. vivemos num mundo absolutamente hierarquizado e maniqueísta: somos grandes ou pequenos, ricos ou pobres, integrados ou marginais.

- Martha Medeiros in Os melhores, os piores e os diferentes pertencente a obra "Trem-bala"

Até isso você fez

porque até os meu versos cantados, como os da Cassia Eller, você completou. sim, eu digo que os versos são meus porque acontece comigo, mas se caso acontecer com você, é seu também.

Pessoa 1: estranho mas já me sinto como um velho amigo seu, o seu all star azul combina com meu preto de cano alto ♪
Pessoa 2: eu tenho um all star azul.
Pessoa 1: pare, que eu fico sem graça.

e eu cheguei a ficar quieto pra ouvir a segunda música que também era minha, que também era cantada por Cassia Eller.

Pessoa 1: e eu vou guiando, eu te espero vem, siga aonde vão meus pés porque eu te sigo também ♪
Pessoa 2: eu te amo, eu te peço vem, diga que você me quer, porque eu te quero também ♪
Pessoa 1: quem dera fosse assim né?
(silêncio)

- Douglas Lenon
09 de abril de 2010

quinta-feira, 8 de abril de 2010


é te amando tão infinitamente que me liberto de gostar pelo menos um pouco de você.

- Tati Bernardi
é preciso ter tristeza. tristeza não é ruim. quase todo mundo só quer ouvir musiquinhas alegres, ir dançar em lugares barulhentos, ficar falando o tempo inteiro. porque eles têm medo da tristeza. mas não é a tristeza que mata.

- Fernanda Young
encarou-o tenso, colocando no olhar o desafio: eu te vejo mais fundo do que você me vê, porque eu te invento nesse olhar, porque você se torna o meu invento, porque depois de olhar muito dentro eu prescindo da imagem e o meu olhar repleto se basta, como se eu fosse cego, mas tivesse guardado todas as imagens: um cego vê mais que um homem comum porque não precisa olhar para fora de si, porque o que ele deseja ver está completamente dentro e é inteiramente seu.

- Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Vê se não vai demorar

você não tem o direito de aparecer assim, e fazer florescer tudo de novo, você não tem o direito de esclarecer tudo que aconteceu e me fazer ficar do seu lado. eu não acredito que to falando tudo isso, da pra acreditar? você volta e me desestrutura de novo. tira meu chão. não sei se vou aguentar mais uma separação, por isso eu peço, fica aqui, cuida de mim.

- Douglas Lenon
07 de abril de 2010
que tivesse coragem, pois não há palavras bem escolhidas que possam esconder o afeto onde há - no caso dela - ou fingi-lo onde não há - caso meu.

- Gabito Nunes in Vem cá

Sonha comigo

sonhos, utopia, porque isso não acontece todo dia não é? parece que quando eu sonho com você, você volta por mim, não pra mim, mas por mim. porque eu chamo você, e você vem e diz que tá tudo bem, que passou um tempo longe, mas que tudo vai voltar ao normal, e eu acredito. acredito porque não tem outra opção a não ser acreditar em você. mas e se um dia eu parar de sonhar com você? prefiro não pensar nisso. quando me ver de novo não precisa falar nada, mas sonha comigo.

- Douglas Lenon
07 de abril de 2010
caso tudo isso seja um trabalho inconsciente para me perder, parabéns, você está conseguindo. mas se ainda existir dentro de você alguma esperança, eu preciso demais que você me abrace e me faça sentir aquilo novamente. é fácil, basta você querer, eu ainda quero tanto.

- Tati Bernardi

terça-feira, 6 de abril de 2010


o problema da infidelidade passa por aqui. muitos acreditam que a pessoa que foi infiel não ama mais seu parceiro: não é verdade. ama e tem atração física, inclusive, mas não consegue mais desejá-lo, porque já o tem. fica então aquele vácuo, aquela lacuna, aquela maldita vontade de novamente desejar alguém e ser desejado, o que só é possível entre pessoas que ainda não se conquistaram.

- Martha Medeiros in A Necessidade de desejar pertencente a obra "Trem-bala"

Te vejo sempre em lugares alguns

ontem ele me mandou um recado, dizia mais ou menos assim: sinto saudades, te vi na praça esses dias, abraço forte. eu fiquei tão feliz porque ele não esqueceu. e me bateu uma saudade do tempo em que eu falava tanto com ele, sim a febre de ter ele já passou, mas é legal você ver que ele também sentiu falta, então me permito dizer que eu sinto saudades também, e te vejo sempre em lugares alguns.

nesse caderno sei que ainda estão os versos seus, tão meus que peço, nos versos meus tão seus que esperem que os aceite... ♪ Skank

- Douglas Lenon
06 de abril de 2010
de elo em elo, ligavam-se cada vez mais. a tal ponto que simplesmente não cabiam mais em si mesmos.

- Caio Fernando Abreu
então andei fuçando em um blog chamado The Only Exception e vi que a menina que administra esse blog teve uma ideia muito boa e queria compartilhar com vocês. ela colocou uma lista de coisas que postaria no blog caso não tivesse o que postar, e enfim eu gostei, vou fazer o mesmo hihi. vou postar a lista aqui, eu modifiquei um pouco. tomare que gostem.
Dia 01: música favorita; Dia 02: livro favorito; Dia 03: seriado favorito; Dia 04: filme favorito; Dia 05: “quote” (citação) favorita; Dia 06: qualquer coisa à sua escolha; Dia 07: uma foto que te faça feliz; Dia 08: uma foto que te deixe triste, ou irritado; Dia 09: sobre o blog; Dia 10: uma viagem; Dia 11: uma revista que você gosta; Dia 12: qualquer coisa à sua escolha; Dia 13: um dia muito especial; Dia 14: um livro romântico; Dia 15: um blog que você sempre visita; Dia 16: uma música que te faça chorar; Dia 17: um problema e uma solução; Dia 18: qualquer coisa à sua escolha; Dia 19: um talento seu; Dia 20: um hobby seu; Dia 21: uma receita; Dia 22: um site; Dia 23: um vídeo do Youtube; Dia 24: qualquer coisa à sua escolha; Dia 25: seu dia, em detalhes; Dia 26: sua semana, em detalhes; Dia 27: este mês, em detalhes; Dia 28: este ano, em detalhes; Dia 29: esperanças, sonhos e planos para os próximos 365 dias; Dia 30: qualquer coisa à sua escolha.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

aí ele chega, tão lindo. e vai embora, tão feio. e liga, tão bobo. e some, tão especial. e eu morro, ainda que não ligue a mínima. e eu to nem aí, ainda que pense o tempo todo em não estar nem aí. e eu abro a porta, a perna, a alma. e quanto mais abro tudo, mais me fecho. e sigo intacta, ainda que toda esburacada. e tenho a plena certeza que cometo o maior erro do ano, ainda que eu não duvide que todos os acertos são mesmo feitos assim: quando a loucura nos vence de alguma forma.

- Tati Bernardi
eu preciso de ideias, de uma frase perfeita para justificar o verso.

- Fernanda Young

domingo, 4 de abril de 2010

Dissertação 44

depois de semanas estando bem, eu me entristeci repentinamente, não sei se chamo isso de evolução ou regressão.

- Douglas Lenon
02 de abril de 2010

quando falamos de transgressão, nos vem à cabeça coisas ilícitas, como usar drogas ou estacionar em local proibido. transgredir não significa apenas violar a lei, mas ultrapassar as barreiras que nós mesmos nos impusemos. para o personagem de um filme foi aprender a dançar. para você pode ser aprender a tocar violoncelo depois de se aposentar, passar seis meses purificando-se na Índia, ter aulas de pintura, adotar uma creche, praticar yoga, voar de planador ou morar sozinho depois de uma vida inteira compartilhada. qualquer coisa que oportunize uma olhada pra dentro, que atenda a um impulso espontâneo, que obedeça a algum desejo tão submerso que nem você acreditava que ainda respirasse.

- Martha Medeiros in Não dançando conforme a música pertencente a obra "Trem-bala"
— só eu sei que cheguei à humildade máxima que um ser humano pode atingir: confessar a outro ser humano que precisa dele para existir.

- Caio Fernando Abreu

sábado, 3 de abril de 2010

você está bem onde está, eu estou bem onde estou. mas, como aconteceu naquele dia na praia, em que eu passei indo com meu novo amor e cruzei você vindo com seu novo amor, não tem como a gente não olhar para trás.

- Tati Bernardi
costumamos chamar de "homem da minha vida" ou "mulher da minha vida" o nosso primeiro amor, ou o primeiro amor que deu certo, a pessoa que, entre todas as que a gente namorou, melhor nos entendeu, mais nos completou.

- Martha Medeiros in O homem e a mulher da sua vida pertencente a obra "Trem-bala"

Quem disse que equação só se usa na escola?

sempre acreditei que eu + você era = nós, equação barata, ainda fazia parte da população inocente que começou a entrar em extinção. mas, você é uma incógnita, um x, na verdade um r, e eu sempre soube o que eu quis, sempre fui 1 — único, individual —, eu queria encontrar mais 1 pra sermos 2, ou até mesmo nós dois. então quando se chega na 6ª série você aprende que incógnita só se soma com incógnita, e números com números. mais acho que eu só fui entender isso agora, na metade do ensino médio. nossa equação era mais ou menos assim 1+r=0. agora você entende porque não iria dar certo?

- Douglas Lenon
03 de abril de 2010
— tudo isso dói, e eu já nem sei mais para onde ir nem o que fazer, se ao menos — você me amasse um pouco, não estaria aqui e agora, neste bar, sozinho, longe de você e de mim.

- Caio Fernando Abreu
you said you caught me cuz you want me and one day you'll let me go. ♪
Tradução: você disse que você me prende porque você me quer e um dia você me deixará ir.

- Lisa Loeb
Stay (I missed you)

Se acaso me achar, devolva-me


eu peço paz, vejo que estou 'buscando' outros relacionamentos, tentando encontrar alguém, e acho que não é isso que eu preciso, eu não preciso encontrar alguém, eu preciso me encontrar. onde foi que eu me perdi?

- Douglas Lenon
03 de abril de 2010

sexta-feira, 2 de abril de 2010

é humilhante doar seu corpo e seus sentimentos a alguém, e dez minutos depois ele fingir que nada aconteceu, que sou ninguém.
sabe, tenho certeza que ele não gosta mais de mim, no começo era tudo tão diferente, era tão mais atencioso com minhas necessidades, mais carinhoso comigo. não vinha para cá sem um presentinho na mão. hoje ele é tão interesseiro, quando tudo que faço é oferecer, oferecer, oferecer, sem pedir nada em troca. e o que eu ganho? não suporto mais essa situação.
será que preciso deixar postado na geladeira um lembrete diário: 'ei, eu preciso de amor!'. quero alguém que esteja sempre do meu lado, que se dedique a mim, que saiba que não sirvo apenas para fazer sexo.

- Gabito Nunes in Se eu fosse você
o nosso amor a gente inventa, cantou Cazuza, no auge da sabedoria. a necessidade faz quem é feio parecer um deus, quem é tímido parecer um sábio, quem é louco parecer um gênio. a necessidade nos torna menos críticos, mais tolerantes, menos exigentes, mais criativos. a necessidade encontra sinônimos para o amor: amizade, atração, afinidade, destino, ocasião. a necessidade nos torna condescendentes, bem-humorados, otimistas. se a sorte não acenou com um amor caído dos céus, ao menos temos afeto de sobra e bom poder de adaptação: elegemos como grande amor um amor de tamanho médio. o coração também sobrevive com paixões inventadas, e não raro essas paixões surpreendem o inventor.
o amor pode ser casual ou intencional. se nos faz feliz, é amor igual.

- Martha Medeiros in A Necessidade e o acaso pertencente a obra "Trem-bala"
ainda é cedo e eu preciso de amor. só um pouquinho de amor... quero que ele veja o quanto mudei por causa dele, na esperança de que seu riso congelado saia do automático e eu ganhe um único sorriso verdadeiro... talvez meu amor tenha aprendido a ser menos amor só para nunca deixar de ser amor.

- Tati Bernardi
quando partiu, levava as mãos no bolso, a cabeça erguida. não olhava para trás, porque olhar para trás era uma maneira de ficar num pedaço qualquer para partir incompleto, ficado em meio para trás. não olhava, pois, e pois não ficava. completo, partiu.

- Caio Fernando Abreu.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Dissertação 43

— porque a vida tem que ser tão difícil?
— meu caro, se fosse fácil, não seria vida.

- Douglas Lenon
01 de abril de 2010