sexta-feira, 5 de agosto de 2011


tudo é incerto, a começar pela data da nossa morte. incerto é nosso destino, pois, por mais que façamos escolhas, elas só se mostrarão acertadas ou desastrosas lá adiante, na hora do balanço final. incertos são nossos amores, e por isso é tão importante sentir-se bem mesmo estando só. enfim, incerta é a vida e tudo o que ela comporta. somos aprendizes, somos novatos, mas beneficiários de uma dádiva: nascemos. tivemos a chance de existir. de nos relacionar. de fazer tentativas. o sentido disso tudo? fazer parte. simplesmente fazer parte.

- Martha Medeiros in Os quatro fantasmas pertencente a obra “Doidas e Santas”

2 comentários:

  1. a coisa mais linda de se ler numa manhã ensolarada do domingo!
    ou em qualker outra manhã, ensolarada ou não!
    continua lindo e verdadeiro!

    ResponderExcluir
  2. Sempre Martha Medeiros. e tenho dito. haha
    um beijo querido. =)

    ResponderExcluir