sábado, 13 de agosto de 2011

a saudade não tem nada de trivial. interfere em nossa vida de um modo ás vezes sereno, ás vezes não. é um sentimento bem-vindo, pois confirma o valor de quem é ou foi importante para nós, e é ao mesmo tempo um sentimento incômodo, porque acusa a ausência, e os ausentes sempre nos doem.

- Martha Medeiros in Matando a saudade em sonho pertencente a obra “Doidas e Santas”

Nenhum comentário:

Postar um comentário