segunda-feira, 9 de julho de 2012

eu já fiz sexo disfarçado de amor e, algumas vezes, fiz amor me enganando que era só sexo. agora estou sem ninguém. é sexta-feira e de forma surpreendente estou sem ninguém. nenhum casinho de nada, o que é abismal porque sou muito fácil. até demais. me apaixono fácil, me entrego fácil, ponho tudo a perder muito fácil. é sexta-feira, eu devia estar me preparando para mais uma expedição romântica pela cidade, nem que seja pra voltar pra casa com um estranho, todo cheio de adrenalina, descompostura e medo do perigo. como um pequeno felino imaturo e sapeca eu me enrolo todo na linha que separa o certo do errado. dia desses eu me enforco sem volta.

- Gabito Nunes in Jazz, chocolate e auto-erotização

Nenhum comentário:

Postar um comentário