quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ele me leva até o quarto pela mão, todo meloso e simpático e convincente. eu sou maleável como a água e nunca consigo manter meu pé firme do chão. a cama, mais revirada do que eu, não me consola. está fedendo a suor, cigarro, vinho choco, porra velha e perfume barato. pra ele está tudo bem, talvez ele precise consultar um otorrinolaringologista, está na cara que ele está com algum problema de olfato. ou é só caradura mesmo. a segunda hipótese não tem tratamento. ele adora minha barriga, tem verdadeiro fascínio pelo meu umbigo. ele vai descendo.

- Gabito Nunes in Um idiota pra chamar de meu

Nenhum comentário:

Postar um comentário