quinta-feira, 21 de abril de 2011

acredito em pegar o touro pelos chifres, mas vezes demais fiquei simplesmente deitada e ele me pisoteou com gosto.

- Lya Luft in Dizer “sim”, dizer “não” pertencente a obra “Pensar é transgredir”

3 comentários:

  1. Saudade de você, sabia? sempre que posso tenho passado por aqui viu? só não tenho tido muito tempo de comentar! mas te acompanho sempre! e já sabe o que acho a respeito dos seus textos né? =) SAUDADE!!! Precisamos prosear! hahahahaha UM BEIJO!!!!

    ResponderExcluir
  2. E tem dias que parece que ele passa por mim mais de uma vez.

    ResponderExcluir
  3. uma metáfora perfeita para descrever os tropeços que damos na vida.



    bjsmeus

    adoro lya luft.

    ResponderExcluir