segunda-feira, 11 de abril de 2011

Causas perdidas


causas perdidas, é assim que eles costumam chamar, quem sabe um dia alguém despercebido ache minha causa, e assuma-a. tenho medo de me perder no que eu chamo de estrada, e me confundir naquilo que chamo de vida.
nunca fui bom em introduções, sempre fui um desastre no começar, acho que tenho problemas em dar o primeiro passo, costumo tropeçar com frequência. existe dois tipos de pessoa que não conseguem começar: as que já estão na metade e eu. como se começa algo da metade? era algo imenso e de repente acaba, e o fim não dá direito a outro começo, e como dar continuidade aquilo que não se acaba? como dar continuidade ao que mal começou?
nesse meio que hoje vez em quando me perco ando tendo dificuldades no que diz respeito ao rumo que minha vida anda tomando. gente que não é gente se fantasia de lobo mau pra enganar quem anda pela floresta às vezes. deveria ser proibido não saber o que fazer quando se chega em determinado ponto da vida. deveria existir alguém que procura outro alguém, ou que numa dessas vai tropeçar na gente, e se apaixonar perdidamente.

- Douglas Lenon
11 de abril de 2011

2 comentários: