segunda-feira, 10 de maio de 2010

admito, Sara. por isso eu escrevo, pra te encontrar. encontrar a outra metade da minha homeostase perfeita, a poesia da filosofia, o sentido da psicanálise, o propósito da biologia, pra comemorar a perpetuação da espécie lambendo o hálito agridoce do seu tocante mais particular com toda a vontade máscula da terra. fiz todos esses textos bonitinhos pra ver se você me devolve pro lado quente da vida. escrevo pra ver se você volta e me sara.

- Gabito Nunes in Me sara

Nenhum comentário:

Postar um comentário