quinta-feira, 13 de maio de 2010

eu estou tão cansada de assustar as pessoas. e de ser o máximo por tão pouco tempo. e de entregar tanta alma de bandeja pra tanta gente que não quer ou não sabe querer. mas hoje eu não odeio nenhuma dessas pessoas. e hoje eu não me odeio. hoje eu só fecho os olhos e lembro de você me pedindo sem graça para eu não deixar ninguém ocupar o lugar da minha canga. tudo o que eu mais queria, por trás de todos esses meus textos tão modernos, sarcásticos e malandros, era de alguém que me pedisse para guardar o lugar. tá guardado. o da canga e de todo o resto.

- Tati Bernardi

Um comentário:

  1. Me sinto tanto assim...asssutando as pessoas de um jeito tão estranho pra elas, mas que só demonstra que eu amo...

    ResponderExcluir