sábado, 8 de maio de 2010

tem gente que sabe o que eu estou falando. agora, agora-agora, agorinha, tem gente que sabe o que eu estou, caralho, falando. é, é o meu momento, mas tem gente que também sente exatamente isso. essa euforia de achar-se o único a sofrer no mundo. aquele que mais se comisera, que mais sabe que está fodido, aquele que sofre de um jeito sofrido que ninguém mais sofre. e isso, que seria egoísmo, no sofrimento torna-se altruísmo. a generosidade de ser o absoluto desgraçado do planeta, liberando o resto da humanidade para ser mais feliz do que você. eu sou essa absoluta desgraçada. e estou desgraçadamente acompanhada por milhões de outras pessoas que escreveram cartas jamais enviadas, que destruíram cartas jamais abertas, que juraram que ficariam para sempre com você onde quer que você fosse, para todo o sempre, e se você saísse por aí, ela iria junto, e se você fosse para Marrocos, ela iria também, e se você não andasse ela carregaria você nos braços. sou uma desgraçada tao desgraçada que crê em tudo isso, agora e até o fim, sozinha com o mundo inteiro ao meu lado.

- Fernanda Young

Um comentário:

  1. Que rebeldia, menino, que o fim de semana seja mais amoroso...
    abçs!

    ResponderExcluir