domingo, 23 de maio de 2010

nunca me conformei com o fim de nada. por mais que eu sentisse que era a hora. por mais que eu quisesse ou precisasse me livrar das coisas. o “acabou” sempre chega ou chegou como se eu jamais tivesse parado pra pensar nele. cruel, terrível e doloroso além de mim.

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário