domingo, 27 de fevereiro de 2011

concluindo, seria preciso decretar, urgentemente, que o preconceito é doença, a infelicidade é proibida, e a burrice é crime inafiançável, amém.

- Lya Luft in Somos gente pertencente a obra “Pensar é transgredir”

Nenhum comentário:

Postar um comentário