quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Moral da História


esperança: s.f. 1. disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se há-de! há de realizar ou suceder. 2. expectativa. 3. coisa que se espera. 4. confiança.

esperança, quase uma terceira pessoa entre nós, não faço ideia de como quando, ou onde ela se manifesta. tenho me apoiado em mim nos últimos dias, tanto que ando precisando de outros ombros amigos. vai que um dia a gente encontre fé, no meio dessa esperança toda.

fé: s.f. 1. adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro. 2. testemunho autêntico dado por oficial de justiça. 3. fidelidade. 4. prova. 5. crença.

qual a razão disso tudo, para onde se vai sem fé? de alguma forma todos nós fazemos algo porque temos fé que o que fazemos nos tornará uma pessoa melhor, ou pelo menos nos deixará melhor. mas do que me adianta a fé, se eu não tenho em quem depositar minha fé.

você: pronome pessoal. 1. pronome de tratamento, usado quando alguém se dirige a outrem, a uma segunda pessoa, mas que obriga à concordância com o verbo na terceira pessoa.

tenho pensado muito nessa segunda pessoal do singular, mas queria um retorno, para poder ser. p-o-d-e-r-s-e-r soa meio Clarice Lispector. venho acreditando em nós, e isso me machuca muito. porque só eu acredito, tenho fé. tudo isso poderia ser melhor, poderia me trazer paz, mas só trás preocupação.

paz: s.f. 1. quietação de ânimo. 2. sossego, tranquilidade. 3. ausência de guerra, de dissensões. 4. boa harmonia. 5. concórdia, reconciliação. 6. paciência, pachorra.

moral da história: como viver em paz, ter fé em você, se você não me dá esperanças.

- Douglas Lenon
23 de fevereiro de 2011

Um comentário: