domingo, 17 de janeiro de 2010

Like that

e agora hein? eu tinha prometido não escrever mais quando tivesse machucado, quando o coração quisesse falar e a mente descansar. isso é um teste? quer dizer que se eu passasse me tornaria a pessoa que supera relações como cólicas menstruais, vem todo mês, não falha um, e sabe o pior de tudo é que você não só se acostuma como as vezes implora por uma. é como aparecer e desaparecer. assim, eu poderia ser como uma pedra, poderia ser chutado, abraçado, beijado, porem continuaria do mesmo jeito. eu poderia ser como um avião, levar pessoas dentro de mim durante apenas horas e depois joga-las em um lugar qualquer. eu poderia ser como um taxista, saber toda sua vida em questão de horas, saber "tudo" o que você fez e não me importar, e eu simplesmente insisto em ser como eu, eu quero abraçar, eu quero beijar, eu quero ter alguém dentro de mim, eu apenas me importo. e se você souber de alguma forma como apenas dosar isso, não querer abraçar tanto, não querer essas coisas em grandes quantias, me ensina, porque viver em abundância as vezes enche a gente.

- Douglas Lenon
17 de janeiro de 2010

Um comentário: