sábado, 16 de janeiro de 2010

Sou saída


eu descobri hoje que sou saída, vejo que quando estou mais educadamente comportado - que clichê. um simples bater de asas, um simples toque, pode mudar todo o meu dia, interfere no plano de vida. quando o jeito é as pessoas te usarem como saída, seja como pedindo uma opinião, como questionando-me o porquê de ser inseguro e até mesmo pra me culpar. veja bem, ser saída não é tarefa fácil. e se você começa mal, dando o conselho errado, sendo "saída errada", a tendência é continuar errando, apenas quando acaba um ciclo, é que se pode tentar tudo do começo, se pode recomeçar. ser saída é ser sincero para consigo e para com os outros, é ser o abraço do melhor amigo, ser a razão da mãe, ser o orgulho do pai. pra tudo isso é necessário ser saída, que no final - seja final do dia, final de expediente, final da vida - somos o que qualquer ser que ama quer encontrar, uma saída.

- Douglas Lenon
16 de janeiro de 2010

2 comentários:

  1. que texto maravilhoso! muito bom, de verdade. tocou fundo e de maneira sutil, mutuamente. continue sendo saída, e não perca a sensibilidade! beijinhos, my friend

    ResponderExcluir