segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Ninguém aquece, ninguém acontece

hoje, acho que foi o dia mais normal de toda minha vida sabe, nunca tive um dia tão normal, um dia tão sem acontecimentos. hoje parei para reparar mais nas pessoas, não reparar na aparência, mas no jeito, desde do ajeitar o cabelo até o amarrar o tênis, e como podemos ser tão iguais e ao mesmo tempo tão diferentes, cada um tem o próprio jeito de arrumar o cabelo, cada um tem uma forma de amarrar o tênis. queria encontrar alguém que soubesse arrumar o cabelo do modo que eu gosto, amarrar o tênis do modo que eu gosto, mais sempre achei o oposto de tudo isso, e mesmo que percorra o mundo inteiro eu - você, qualquer um - não vai encontrar alguém que saiba exatamente o modo como você gosta, e achar alguém que arrumasse e até mesmo fizesse essas coisas do modo como apreciamos, iria nos cansar, porque apesar de tudo encontrar alguem diferente é o que da sentido a toda nossa procura, e por que será que acaba? creio que tudo que passa, tudo o que nós vivemos, as pessoas que encontramos, os abraços que recebemos, é uma forma de se aprender - que o que está acontecendo tem que acontecer. viver e aprender andam juntos. eu vivia aprendendo do seu lado e te ensinava a viver do meu.

- Douglas Lenon
18 de janeiro de 2010

2 comentários: