domingo, 31 de janeiro de 2010

Minha inspiração

esse teu ciume calado, teu sentimento escondido. são tantos os mistérios que tenho pra desvendar em você que me perco em mim tentando te encontrar às vezes. alias, quem disse que você ficou com ciumes? eu posso não saber os teus mistérios, entretanto reconheço suas reações sentimentais. sei que você vai ficar aqui comigo no máximo mais um dia, e então vai sumir novamente, eu gosto de te ver aqui, gosto mesmo, meu coração parece que respira, e penso mais em você do que de costume.
o que você faz comigo? como consegue mexer tanto com meu coração? já tentei fugir de não te querer, mas qualquer atalho, qualquer caminho me traz de volta. então acabei desistindo e me entregando. eu me rendo, pronto. é aquela antiga história do: eu não gosto de você, repetindo várias vezes pra mim mesmo, porque se eu gostar de você, não há sombra de dúvidas que você vai embora.
eu só te peço pra se manter bem, não importa se você vai ficar no extremo norte do Brasil, na Europa, na Ásia, em qualquer lugar que for, apenas se mantenha bem. porque se hoje eu gosto do que eu faço, se eu gosto de escrever e expressar tudo o que eu sinto, é porque você me mostrou isso, é a forma que eu uso pra te guardar, pra te manter aqui. só não quero te ver triste. porque até onde eu sei, se o mundo acabasse hoje, eu ainda escolheria você.

- Douglas Lenon
31 de janeiro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário