quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Não é assim que se quebra preconceito

nessas minhas idas e vindas do meu trabalho a minha casa, me deparo com muitas pessoas, relativamente diferentes umas das outras, e sempre surge algum x da questão, imagine se fossemos todos iguais, se não houvesse diferença, onde iríamos parar? qual seria a razão da procura? e por haver tanta diferença, e pela falta de simpatia de algumas diferenças, nasce um tipo de sentimento chamado desgosto que as pessoas insistem em chamar de preconceito.
preconceito, é muito difícil falar sobre isso, querendo ou não somos preconceituosos. e muitas vezes quando não gostamos do preconceito do outro para com nós, procuramos "exagerar" naquilo que o outro não gosta, querendo jogar na cara do outro que é uma coisa normal, que ele tem que aceitar, que ele vai ver muito disso ainda. mas não é assim que se quebra preconceito. não é um casal de gays se beijarem em praça pública, não é matando um cara que errou, não é brigando pra resolver algum tipo de discussão.
a vida ensina muita coisa, e eu não estou falando de aprender a escolher uma roupa, a escolher um estilo de música. eu falo de caminho, pois tudo que acontece na nossa vida, às vezes — ou sempre — temos mania de dizer que foi Deus que quis assim. não deixa de ser verdade. pare e reflita, se pensássemos assim sempre — não que seria tudo flores, mas faria o ser humano evoluir sem perceber. quando julgam um casal gay, ninguém para pra pensar que eles são apenas um casal gay entre quatro paredes, fora disso eles não deixam de ser homens/mulheres. e na questão da igreja não aceitar isso, é pensamento pequeno e eles colocam a solução na Bíblia, dizendo que a Bíblia vai contra, mas resuma a Bíblia em uma única e simples palavra. eu resumiria em amor. e podem dizer o que quiser, mas se Deus for contra o amor quem será a favor?

- Douglas Lenon
28 de janeiro de 2010

2 comentários:

  1. Preconceituosos todos somos um pouco mesmo. Uns deixam transparecer isso descaradamente, outros não. Mas no fundo, todos somos. A questão é: o respeito E o amor devem SEMPRE prevalecer!
    Gostei do teu texto. :)

    ResponderExcluir
  2. com certeza preconceito existe em todo lugar.

    ResponderExcluir