segunda-feira, 12 de abril de 2010

não saberiam formular. e não saber formular uma coisa compreendida é o mesmo que não compreender. pelo menos para aqueles três, limitou rápido, pois tinha medo de qualquer afirmação. como explicar a eles que uma coisa pode trazer no seu ser o seu próprio não-ser, ao mesmo tempo e, desculpem, con-co-mi-tan-te-men-te, eles não compreenderiam, e não havia interesse em explicar-lhes, não havia nem mesmo interesse em observá-los: nenhum deles continuaria sendo o que agora era. aqueles três corpos descobririam de repente a sua força oculta, e apoiados nessa força é que se construiriam em massas sólidas, bem delineadas. por enquanto, os contornos apenas ameaçavam. ninguém poderia impor uma definição antes dessa definição impor-se por si mesma: seria como tentar forçar uma natureza a ser aquilo que ela só seria se quisesse.

- Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário