domingo, 21 de fevereiro de 2010

continua a lua cheia. relógios pararam e o som de um carrilhão rouco escorre pelo muro. quero ser enterrada com um relógio de pulso para que na terra algo possa pulsar no tempo.

- Clarice Lispector

Nenhum comentário:

Postar um comentário