terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

escuta - ele disse, bem perto do meu ouvido, a boca vermelha no rosto pálido quase encostada na minha pele. tive uma vontade quase incontrolável de beijá-lo outra vez. era meio compulsivo, aquilo. ou magnético, sei lá. fluídos, odores imperceptíveis, vibrações. que coisa era aquela que, independente da razão, atraía ou repelia as pessoas?
a gente precisa conversar. eu fiquei pensando naquilo que aconteceu.

- Caio Fernando Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário