terça-feira, 2 de fevereiro de 2010


que coisas são essas que me dizes sem dizer, escondidas atrás do que realmente quer dizer? tenho me confundido na tentativa de te decifrar, todos os dias. mas confuso, perdido, sozinho, minha única certeza é de que cada dia aumenta mais a minha necessidade de ti. torna-se desesperada, urgente. eu já não sei o que faço. não sinto nenhuma alegria além de ti. como pude cair assim nesse fundo poço? quando foi que me desequilibrei? não quero me afogar: quero beber tua água. não te negues, minha sede é clara.

- Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário