sábado, 20 de fevereiro de 2010

Solidão é você quem cria

você alguma vez já teve algo como ressaca sem beber? então, vai saber do que eu estou falando, não tenho a mínima vontade de levantar daqui, preguiça definiria muito bem, mais não é preguiça porque se caso aparecesse um ser que me chamasse atenção, eu pularia da cadeira em questão de segundos. desajeitado, isso, essa é a palavra, não consigo manter um pensamento, uma pessoa, uma vida. como diz a música: vida é brisa passageira, no momento estou aguardando a brisa passar, as luzes se acenderem, o clarão me invadir, e o beijo de boa noite.
sábado que dia de merda, tá pode ser lá um dia de farra e descanso mas não deixa de ser um dia de merda, as maiores burradas acontecem no sábado, pelo menos no século XXI as coisas funcionam assim. eu fico no camarote, de frente a "plateia" principal, no final das contas é um reality show que você não sabe quem vai ganhar, porque todo mundo já teve sua chance, e vencedor é algo inanimado, um digimon do mundo real, ninguém conhece um vencedor. os vencedores quando vencem, morrem e nem veem o sucesso que faz milhares de pessoas da arquibancada gritar e assoviar todos os seus feitos, pra ser um vencedor é necessário envenenar-se.
nos créditos finais fica a vida como ela é. ensinando que pra viver é necessário coragem, pra seguir é necessário fé, pra curar é necessário paz, e pra esquecer é necessário não pensar.
cansei de quem vive pra esquecer alguem, de quem tem tudo pra viver e prefere ficar em frente a uma televisão, cansei de quem rasga fotos pra esquecer.

- Douglas Lenon
20 de fevereiro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário