sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010


nós que nós amávamos tanto
hoje estamos tão longe
sem rima, sem sono
nem lembro
de como eu te achava estranho

- Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário