quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Quis tanto te levar a sério

feliz ano novo, sei que em qualquer lugar que você esteja agora, você vai me ouvir dizendo isso. não sei, mas acho que depois que você se foi, todo aquele lance de superstição, e tudo relacionado a essas loucuras de virada de ano, sabe? tudo isso eu acabei desacreditando, porque eu não vou fazer esses pedidos de começo de ano, se tudo o que eu realmente iria pedir, eu já peço a tanto tempo, peço todos os finais e começos de dia, tô sem notícias suas à praticamente um mês — se você soubesse como isso afeta meu dia-a-dia não sumiria nunca mais —, a Gabi quando entra não me diz nada sobre como você tá, ou onde você tá. você acha que depois de tudo eu ainda queria olhar pra você ou até mesmo pensar em você? eu não pedi isso, cadê a minha força de começo de ano? há muito tempo que eu não sei o que é força.
assim, eu estou tentando tentar com outros caras, mais acho que perdi todo aquele charme, e conquista que eu tinha quando te conheci, nessa estrada fui esquecendo como surpreender alguem, não sei se foi o fato de você sumir, ou se foi o fato de eu pensar em você a todo tempo que não me deixa atrair um cara. dia 30 de dezembro eu sai, fui no Bar do Alemão, com certeza você conhece, mais antes disso eu tinha ido em um barzinho ali perto do largo mesmo, no otorto. fui com uma galera, tinha muita gente bonita, e eu conheci bastante gente. fiquei conversando e brincando com a galera, ninguém acreditou quando eu disse que tinha 16 anos, acharam que eu tinha no mínimo 18, mais isso não vem ao caso, depois de várias horas de conversa todo mundo resolveu ir embora, então eu fiquei esperando minha amiga falar com um cara lá, ela terminou de falar com o cara, e logo atrás de mim tinha uma placa, do lado dessa placa tinha um carinha encostado, eu olhei pra ele, ele sorriu pra mim, a minha vontade de tentar era imensa. mas eu não quis trair você. vai entender que merda que me deu. Rodrigo sério mesmo, o que eu faço pra conseguir para de pensar em você, pra te esquecer, pra evitar você?

- Douglas Lenon
01 de janeiro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário